Um Café Curto

6 Comments



O terceiro estudo do Afrobarómetro revela que os cabo-verdianos estão mais desconfiados dos tribunais, da polícia e dos partidos da oposição. Mas de todos os dados publicados no estudo divulgado pela Semana online, o mais preocupante - para não dizer o mais triste - é o que nos diz que mais de 60% dos cabo-verdianos não conhece nenhum deputado do seu círculo eleitoral.



Podem consultar o estudo completo aqui
(Obrigado Virgílio)




You may also like

6 comentários:

Anónimo disse...

Caro João
Estive a pensar muito neste aparte do estudo. Não acho isso verdade. Se há gente que anda pelos circulos eleitorais são os Deputados. Há dias saimos das autarquicas e os os deputados estavam todos lá. Até há quem é deputado duas vezes. A.N. e A.M.
A pergunta que resta é a seguinte (que eleitores temos em CV?)
Se efectivamente não sou conhecido no meu circulo, deixo, e vou nadar. O que é que eu ando a fazer no Parlamento?
Eu ando a dizer que há crise de memória, mais do que doutra espécie. A este povo interessa-lhe o que come no momento e nunca quem e onde se fez a comida. Depôs de sábe morrê é ka nada. Triste, porque o que fica são os estudos e os resultados. O resto são tretas.
João isto até dava para uma boa cena... não achas?
1Abrço Kaka Barboza

Teatrakacia disse...

Normal e lógico! Nos únicos momentos em que poderiam ser vistos e conhecidos - durante as campanhas - os ilhéus portadores da sabedoria bem popular, resolveram há muito 'meter filtros especiais'... Di módus ki...
Tchá

João Branco disse...

Kaka, o teu testemunho aqui é muito significativo. E repara que eu não faço juizos de valor. Apenas sublinho um facto. Não conhecer alguém não é culpa apenas desse alguém, mas também de quem não conhece... Dava, sim, por exemplo, para uma excelente discussão, ou mesmo uma sondagem. Isso. Uma sondagem. Me aguarda. Abraço

Tchá, também, mas não só...

André Couto disse...

Caro João,
Lamentavelmente pouco o vou poder ajudar relativamente ao estudo em questão.
Baseei-me num artigo do semanário Sol (de sábado passado) onde o professor Marcelo Rebelo de Sousa refere os dados que publiquei e sobre os quais atrevi-me a deduzir aquela conclusão.
Abraço fraterno.

MYA disse...

Mas desde quando alguem tem interesse em conhecer outro alguem que à partida ja sabemos que vai chatear ?

João Branco disse...

Ok André, Obrigado.

Mya... isso não se diz!