Um Café Curto

8 Comments


Recebi um telefonema de um jornalista do Expresso das Ilhas, a pedir-me autorização para a publicação de um post do Café Margoso, no seu jornal. Educadamente, pedi que não o fizessem e expliquei as minhas razões.

Quero no entanto deixar registado a atenção que tiveram em me contactar, antes de fazer uso (indevido) dos artigos do Café Margoso, o que é sempre de realçar, num meio onde esse tipo de cuidados nem sempre prevalece, como se viu recentemente, e se pode ler aqui. A questão, no que ao Café Margoso diz respeito, é não querer ver certos textos publicados noutros contextos, para não dizer noutro género de publicações.

E aproveito para reforçar o que vêm sendo dito nalguns blogues: já era tempo dos jornais em Cabo Verde acordarem para esta realidade, premente, viva, quase frenética, que é a blogosfera cabo-verdiana.

Para já, o meu aplauso e agradecimento, ao Expresso das Ilhas.



You may also like

8 comentários:

Kuskas disse...

Olha, olha Muito boa a actitude do Expresso das Ilhas.

Parabens pessoal!!!!

LIGEIRINHO disse...

Você quer saber...amigo João..fizeste muito bem em dizer não.

Se não vejamos...quantas edições do jornal em tela...aquele que o assinante da carta ao seu blogue,lhe mandou grátis...?
Não que sejam obrigados a darem algo de graça...mas é de se esperar um NÃO como resposta pois aqui neste sítio os seus leitores é que vem aqui para dar os nossos , os seus...os de todos...pitacos...pode sair briga...atrito...discussão, tudo com a urbanidade no trato para com as pessoas...de uma maneira pessoal, aonde só nos blogues deste naipe que é possível.
Desculpe a intromissão...Diz a ele ... sem ser pretensioso de fazer o amigo de recadista...,mais uma vez as minhas escusas...que pode mandar uns jornais no meu endereço (Grátis) ai então em dezembro de 2009 , lá pelo dia 31 eu tento convencer o amigo João Branco a aceitar ofertas de Jornalistas...Minha vó já dizia quando a esmola é muito..Até o Santo desconfia.!
Se mandar os jornais...ainda faço campanha no blogue para cooptar assinantes do dito cujo...acho tão feio falar dito cujo...Mas não me contive.

da caps disse...

ideia como sempri ê finalidadi política, jovem!

si fosse prioridadi, pa imprensa, dja tinha sido aberto um debate sério sobre sobre queston di criolo e alupec.
por isso, ca nhu fadiga, ca ê pamó ês atchal co realce (até ê tem algum), ê dever di oposiçon usa meios pa pica adversário,

e,.. situaçon ta fazi o memo

João Branco disse...

Kuskas, também acho.

Ligeiro, gostei do comment. Humorado e irónico kb.

da caps, suponho que tenhas concluido que o artigo em questão seria o do ALUPEC. Por acaso, não era. Mas vai dar ao mesmo. O meu pedido para não publicarem não foi inocente assim como o pedido do jornal. Mas a atitude foi digna de registo. Digo eu.

Catarina cardoso disse...

É verdade, atiude muito correcta e digna de registo quando existem tantos atropelos do genero..!!!
Abç
P.s: tenho ouvido dizer que o Expresso está melhorzito, menos faccioso...o que acham?

João Branco disse...

Catarina, está bem melhor, desde que entrou esta nova direcção. Tem uma linha clara de oposição, mas de forma muito mais sensata e inteligente. a cobertura de eventos culturais também está a melhorar.

Ariane Morais-Abreu disse...

Reagiram saudavelmente mas nao colocaram a questao fundamental dos direitos de autor, daquele que escreve e dos que fazem comentarios, ainda mais quando é questao de um jornal privado com fins comerciais, nem a da responsabilidade juridica. Tomar o pulso da sociedade atraves dos blogs, todos têm interesse em estar atentos mas nao devemos confundir o jornalismo com as expressoes de opiniao, podem ser complementarios mas nunca a opiniao deve pensar substituir a informaçao jornalistica. Em Cabo Verde, o codigo deontologico deixa muitas vezes falta nos jornais (utilizaçao ilicita das imagens, fotografias, desenhos, etc), imaginem nos blogs!! e nao basta ser consensuais ou bem educados... Se confirma com este presente exemplo, a tendência em reproduzir, copiar, plagiar, furtar porque o jornalismo caboverdiano deixa muitissimo a desejar. Por isso, cresceram os blogs porque tanto a informaçao como o debate publico (nao so dos homens e partidos politicos) é uma necessidade que nao pode deixar de ser!

João Branco disse...

Excelente comentário, Ariane. Aliás, devo dizer que procuro sempre referir aqui no Café Margoso as fontes e os autores dos textos que por alguma razão são «pescados» e das imagens e fotografias. Essa é uma preocupação presente. E concordo que ainda temos muito que crescer neste aspecto. Abraço fraterno.