Café Eleitoral

5 Comments


Isto durante os próximos dias vai aquecer e Barack Obama há-de aparecer bastantes vezes no Café Margoso. Há quem, naturalmente, se pergunte o que raio fez Barack Obama para merecer toda esta atenção. A resposta é simples: não é o que fez, é o que está a fazer. E se perguntarem o que está a fazer, a resposta é mais simples ainda : Barack Obama está a fazer história.

Desta vez, o pretexto é um discurso delicioso, cómico, num jantar de gala em Nova Iorque, organizado pela Al Smith Memorial Foundation, importante instituição daquela cidade. Um jantar onde Jonh McCain estava também presente, tendo jantado na mesma mesa do seu oponente, o que é de salutar, tendo em conta que estamos a apenas duas semanas das eleições.

Vejam então como Barack Obama poderá ganhar a vida fazendo stand-up comedy se, por alguma desgraça, hecatombe ou intervenção divina, ele não for eleito o próximo Presidente dos EUA. É um autêntico fenómeno.

Ver aqui




You may also like

5 comentários:

Maldonado disse...

Realmente a popularidade de Obama é fenomenal, pois é um candidato que transmite carisma e emoção às massas.
Caso ganhe, acredito que trará mudanças àquele país.
Esperemos, pois os E.U.A. precisam duma grande mudança, tanto na sua política interna como externa! :)

Anónimo disse...

A actuacao de McCain tambem foi boa. Mas a de Obama foi espectacular.

João Branco disse...

Maldonado, esperemos que ganhe!

Anónimo, num concurso de Stand up comedy, Obama ganha (também aqui!)

Anónimo disse...

Olá João,
Fazes bem em acompanhar e apoiar a candidatura de Barack Hussein Obama.
Como disse, e com razão, Woody Allen, se Obama não ganhar essas eleições será algo "vergonhoso, humilhante, horrível para os Estados Unidos em vários aspectos".
O dia 4 de Novembro será um “dia novo” para os E.U.A (como disse Spike Lee) e para o mundo. Sei que Obama não vai resolver tudo, que terá muitas dificuldades, mas melhor que John McCain, é de certeza! Será um alívio e um acontecimento histórico a vitória de Obama.
Kel abraço,
Ruben.

João Branco disse...

Ruben, acompanho sim, a par e passo! E estou cheio de esperança... Mesmo sabendo que há coisas que nunca vão mudar numa administração americana, a verdade é que se o mundo ficou muito mais perigoso por causa destes oito últimos anos, também podemos acreditar que nos próximos poderá ficar melhor. Abraço fraterno!