Sabedoria Cafeana

11 Comments




«O amor encontramos mesmo quando nós tentamos nos esconder dele. Eu fujo dele desde os 5 anos mas as raparigas conseguem sempre encontrar-me
Nuno, 8 anos, sobre o amor


Frases que nos fazem ver que, realmente, temos muito que aprender com os mais novos




You may also like

11 comentários:

Hildmel disse...

Muito inspirador e prematuro, mas absolutamente verdadeiro. Fomos feitos para amar, doa como doer!

João Branco disse...

E mesmo que a gente fuja, ela acaba por nos encontrar...

Margarida disse...

Pois é a velha expressão: you can run but you can't hide.
O Cupido acaba sempre por nos encontrar, sobretudo se nos escondermos muito.
Pelo contrário, se fores tu a procurar desesperadamente o tal Cupido, o mais certo é ele fugir de ti a sete pés!

MYA disse...

Nao gosto da frase.
Alem de ser elaborada demais para 8 anos, fica-se com a sensaçao que o puto é gay. Nada contra os gays (da minha parte) mas nao gosto do "boneco"... ta plastico.

João Branco disse...

Margarina, nem mais! O melhor mesmo, nestes casos, é ir com a corrente...

Mya, também não podes gostar de tudo que o Margoso te dá! Senão perdia a piada, não é? hehe

Anónimo disse...

Casta de comentário é esse Mya?? Sobre o ser ou não gay, quero dizer... Avé Maria!!

MYA disse...

Anonimo de 30 de Outubro (eu nem sei bem porque estou a responder a uma pessoa que nao da cara nem nome, mas pronto, ao menos "tem voz" ) ... NAAAOOO tenho nada contra o ser ou nao ser gay. Para mim esse assunto é-me indiferente.Alias, tenho alguns amigos e amigas que o sao.
Eu limitei-me a "dissecar" a frase. Mais nada.
Eu fujo mas......as raparigas conseguem sempre encontrar-me.....
Foi so isto. Encarei como se fosse uma "chatice ser encontrado por raparigas".
Dai ter dito que nao gostava da frase. É extremamente ambigua.
Respondi à tua pergunta , ou nem por isso ?

João Branco disse...

Mya, o rapaz tem 8 anos. Há que conseguir encontrar a poesia numa metáfora de um garoto de 8 anos. Acho eu...

MYA disse...

Joao... sorry. Sou mais materialista que poetica. E tu sabes disso.
Ninguem é perfeito.

João Branco disse...

Bem, sempre podias ser um pouco mais poética no materialismo... sei lá! :)

MYA disse...

Vou fazer um esforço :)))))