Se houvesse um cinema...

8 Comments


Se houvesse um cinema, não seria mau vermos em Cabo Verde este documentário fabuloso que passou este fim-de-semana na SIC Notícias.

O filme «Ônibus 174», documentário de José Padilha, sobre o sequestro de um autocarro de passageiros, por Sandro do Nascimento, em Junho de 2000, no Rio de Janeiro. Magnífico, chocante, bem realizado e propicio à reflexão, de uma forma diferente, sobre alguns dos problemas relacionados com pobreza e exclusão social. A verdade é que já estivemos mais longe de um dia poder vir a assistir em Cabo Verde a um drama como este.

Altamente aconselhável.




You may also like

8 comentários:

lumadian disse...

É de facto um bom documentário onde se pode verificar como um país com um potencial enorme, consegue ser tão frágil e ter tantas lacunas, quer a nível politico, social, educação e segurança.
Podemos observar também como a policia não deve agir numa situação deste tipo.

João Branco disse...

Lumadian, so uma dúvida: o filme passou no circuito comercial em Portugal? Ou apenas via DVD e televisão?

Anónimo disse...

Realmente, extremante poderoso e humano (ou desumano). Vi (quase) até ao fim, porque não queria ver o Sandro a ser morto.

Sisi disse...

O documentário está realmente incrível, principalmente no retrato duro e cru da realidade brasileira dos meninos de rua, que como é extremamente frisado, são invisíveis, e muitas vezes o que querem é serem vistos, nem que seja daquela forma, que o Sandro foi visto.

PS: o filme ñ passou nos cinemas de portugal, apenas na sic.

João Branco disse...

Anónimo, e por incrivel que pareça, como deves saber, o Sandro acabou por ser morto, mas não no autocarro, e sim no carro da policia, asfixiado por dois agentes. Estes foram acusados, julgados e considerados «inocentes» pelo tribunal e continuam hoje na policia do Rio de Janeiro (isto segundo se informa no final do documentário).

Sisi, ainda hoje estava a pensar em ti e como já estava sentindo falta dos teus comentários aqui no Margoso. E eis que (re)apareces. Abraço!

Anónimo disse...

Por acaso não sabia, mas depois de deixar o comentário fui procurar na Wikipédia para saciar a curiosidade.

Jamais poderia ter imaginado o desfecho real (eu que pensava que iam estourar os miolos do Sandro com uma bala).

Afinal, a profecia concretizou-se, só que a bala foi parar na refém (e o Sandro morre asfixiado).

"A realidade supera a ficção".

Sisi disse...

E é de lembrar que a refém que morreu, foi devido ao erro de um dos polícias, que frente ao Sandro, errou o tiro e apanhou na cara da sra., e ainda levou mais 3 tiros do Sandro quando tentaram tirar-lhe a arma. O trabalho dos policiais foi uma vergonha e ainda sairam absolvidos dessa tragédia.


PS: Obrigada pela atenção João, o tempo é que sido "macaquinho".

Abraço!

lumadian disse...

Eu vi o Documentário na Televisão, mas por acaso já tinha ido buscar na internet umas semanas antes, após o assalto à dependência do BES, porque vi no youtube algo relacionado.