Tertúlia dos Mentirosos 36

15 Comments


Quando Deus criou Adão e Eva, disse aos dois:

- Tenho dois presentes para distribuir entre vocês: o primeiro é a capacidade para se fazer xixi em pé sem qualquer problema e o segundo...
- Eu! Eu! Eu! Eu! - Interrompeu Adão, num jeito completamente infantil - Eu quero, por favor... Senhor, por favor, por favor, sim? Me facilitaria a vida substancialmente.

Eva enconlheu os ombros com firme indiferença, concordou e disse que essas coisas não tinham importância para ela.

Então, Deus presenteou Adão.

Adão gritou de alegria, corria pelo jardim do Edén e fazia xixi em todas as árvores, correu pela praia fazendo desenhos com seu xixi na areia......

Deus e Eva contemplavam o homem louco de felicidade e Eva perguntou:

- E... qual é o outro presente ?
Deus respondeu:
- Um cérebro Eva, um cérebro...

E assim é que foi feita a divisão, desde a origem até o fim dos tempos.




You may also like

15 comentários:

Dundu disse...

Esta foi mázinha com nosotros (lol)

Sisi disse...

um conceituado estudo cientifico feito por professores da universidade de Ulster (Inglaterra) já comprovou que os homens são mais inteligentes que as mulheres depois dos 16 anos, devido à vários factores como o tamanho do cérebro (10% maior), etc. Contudo, uma das conclusões deste estudo é de que em igualdade de QI as mulheres conseguem obter melhores resultados, porque são mais conscientes, meticulosas e aguentam melhor os longos periodos de trabalho.

PS: Estudo publicado pela British Journal of Psychology.

João Branco disse...

Dundu, eu sei!

Sisi, esse estudo tem muito que se lhe diga. Desconfio sempre... os homens com cérebro maior? É a primeira vez que ouço essa!

Benvindo Neves disse...

... hehehehe, e porque de Adão e Eva falas, eis mais uma que terá acontecido algures no Paraíso:

Eva: "Adão, bo ta ama'm?"
Adão: querida, fazer o quê... ca tem mas ote!

Sisi disse...

Anatomicamente falando, os homens em geral tem o cérebro maior e as mulheres têm maiores ligações entre os hemisférios direito e esquerdo.

Catarina Cardoso disse...

Sisi,

mais uma vez trata-se de qualidade e não de quantidade meus caros!!!!

Agora a sério, desconfio tanto da validade desses tipos de estudos, apesar de terem sido publicados numa revista científica cred´vel como o BJP- ou seja, em que é que estudos como esses se beneficiam questões tão actuais e pertinentes como a da igualdade e equidade do género' Acho que tem de haver responsabilização social no momento da decisão de publicação destas coisas.....

Abç Catarina Cardoso

Sisi disse...

Com certeza Catarina, mas não podemos esquecer que estes tipos de estudo tb devem ser considerados e não levados apenas pelo lado do sexismo, até porque não foi com este intuito que os investigadores o fizeram, pois permitem perceber e compreender melhor o cérebro humano e a inteligência humana.

João Branco disse...

Sisi, eu não acredito que possa haver diferença biológica / genética do cérebro humano dependendo do género. Mas isso sou eu, que não entendo nada dessas coisas!

Catarina cardoso disse...

Bem, eu continuo a achar que a ciência não pode ir onde quer que os investigadores a queiram levar, muitas vezes só para satisfazer as suas vaidades pessoais e desejo de poder.... acho que tem de se respeitar um código de ética e deontologia profissional. isto é, não se pode em nome da ciência fazer perigar questões morais mais importantes....penso eu....

Sisi disse...

Pois existe João,e são estudos deste género que têm permitido aos neurologistas perceberem melhor o nosso cérebro e consequentemente a nossa inteligência. Acho que devemos ter uma postura mais científica perantes estes estudos e nem sempre esta postura de "defensores sociais", para que haja evolução. Há coisas que s~
ao facto e uma delas é que biologicamente em variadíssimos aspectos, os homens e as mulheres são completamente diferentes. Nos próprios estudos em que testam determinados medicamentos há o controlo da variável sexo pq pode sim ter reacções diferentes, uma vez que há substâncias que o organismo masculino/feminino produz mais ou menos, assim como há doenças que afectam mais os homens/mulheres.

PS: atenção, não quero convencer ninguém, só estou falando daquilo que eu tenho lido e que aprendi ao longo do meu curso. Além disso, acho bastante pertinente descutir estas questões.


Abraço!

João Branco disse...

Por paradoxal que possa parecer, entendo e concordo com os dois últimos comentários. A verdade é que commo em qualquer faceta da vida social ou científica há bons e maus profissionais e bons e maus estudos. Não estou a dizer que é o caso deste em concrreto, que parece estipular que «os homens são mais inteligentes que as mulheres», embora as mulheres sejam «mais eficientes que os homens na utilização do cérebro». Eu leio isto e torço o nariz. Pode até estar completamente comprovado e testado cientificamente, mas...

Catarina Cardoso disse...

Pois,

daqui a pouco começamos outra vez a pensar, como há 50 anos atrás, se os negros serão menos inteligentes que os caucasianos...pronto, por uma questão científica...só para perceber se de facto há diferenças...desculpem mas NÃO!
Há um limite para tudo meus caros e o limite é a moralidade e a ética.

Porque a ciência tem uma responsabilidade social, os cientistas são fazedores de opiniões,independentemente da validade e durabilidade dos resultados que se vão obtendo com a ciência.

Abraço

MYA disse...

Pois claro, tinhamos que ficar com a "cabeça" mais chata... :))

Anónimo disse...

Olá a todos
Como cientista e principalmente mulher não posso deixar de dar a minha opinião. Sou uma cientista caboverdiana quase a prestar provas para mestrado e entristece-me muito que ainda se pense que os cientistas são pessoas imorais sem responsabilidade social e cívica respondendo apenas a desejos egoístas e a demandas pelo poder. Por favor tenham a noção que para publicar um estudo são precisos anos de análise, várias revisões e hoje em dia um cientista que defende ideias discriminatórias é rapidamente abolido de centros de pesquisa e das publicações. A ciência serve apenas e somente a sociedade e é a sociedade que tem ideias discriminatórias e é a sociedade que divulga preconceitos.

Quanto a minha opinião como mulher digo-vos: de que serve negar-mos evidencias cientificas ou não? Fechar os olhos a provas cientificas apenas porque são contrárias aos nossos ideais? Se repararem bem o artigo diz que os homens têm maior potencial mas são as mulheres que tem maior capacidade de realização. Será isto tão discriminatório? de que servem ideias se elas não se converterem em obras, ou seja, de que serve a inteligência se não dá resultados que possam ser apreciados e julgados pela opinião publica. Na verdade se observamos com atenção este artigo é bem pior do lado masculino. Desde quando que o mundo é comandado pelos mais inteligentes? Os verdadeiros donos do mundo são os realizadores de proezas, os empreendedores, os que tornam ideias em realidades, concluindo: Mulheres o mundo é nosso!!!

Para terminar gostaria de evidenciar que haverão sempre homens e mulheres burros, inteligentes, capazes e incapazes. Dependo de cada um homem ou mulher escolher o seu caminho e tentar ser o melhor que consegue porque na realidades somos apenas pessoas a tentar viver e vencer independentemente do género.
VT

João Branco disse...

Excelente comentário, VT.