SMS Cafeano

16 Comments


"S. Vicente está no marasmo,
 muito graças ao sono profundo dos seus habitantes."

Neu Lopes - activista cultural




You may also like

16 comentários:

Tiago Leão disse...

Sono!? Só se for das paródias sete dias por semana... eu que o diga... às vezes, não é nada fácil trabalhar em SonCent, os chamamentos são quase constantes, parece-me que se vive por aqui um Fevereiro, um Agosto e um Dezembro infinitos.

João Branco disse...

Soncent é sabe, é sabe pa cagá, hop!

Tchale Figueira disse...

SONCENTE É UM ALVO A ABATER???????

zito azevedo disse...

Mesmo um activista cultural devería saber que Soncente sempre "cultivou" uma estranha forma de vida, cujos arquétipos devem viver lá para as imediações da Baía da Guanabara, onde o sono é um desnecessário desperdício de tempo!
Zito Azevedo

Tiago disse...

NÃO, Tchalé, de todo! As coisas quase nunca são totalmente pretas ou totalmente brancas.

Anónimo disse...

Eu não diria melhor, Tiago! Hehehe!

a) RB, anónimo por obrigação

Manu Moreno disse...

Ah...A...A...Ahhhhhh....Tcale bu ta matam di graça....kel abçom parceiro!!!
ManuMoreno!!

João Branco disse...

Manu, bo ra estod ta parce pok. Donde bo poezia? Bo ka tazangadu ma mim mod Alupek, ka? Abrasu!

Manu Moreno disse...

nada disso amigaço...tou sempre no nosso margoso de coração....Alupec??...tenho muito orgulho pela sua coragem e frontalidade de estar contra o Alupec como eu Djonsa...
kel abçom di kuraçom!!!
ManuMoreno!!

João Branco disse...

Lá está, Manu, nha amig. Un ka ta kontra alupek. Un txama atenson pa forma komo el foi implementadu. Un prokura insentiva un dialugu relasionadu ke tud ke tem a ver ke nos linga, sem komplexu, sem prekonseitu, sem ideias prekoncebidas. Grinhassim, un ta tenta oya mas longe, ser mas pratiku. Ke fazer pa implementason de lingua ofisial? Ke kamim? Ke prioridadades? Pa mim, sinceramenti, j'm ka ta diskuti Alupek, ke e apenas um alfabetu. Tud o restu ta em abertu e meste amplo debate nasional.

Abrason!

Arsénio disse...

Essa é que a grande verdade.

mdsol disse...

Portanto, lá tenho eu de aprender mais um idioma, se quero perceber alguma coisinha rsrsr

(Tenho de ler em voz alta para ver se percebo alguma coisa. E, de facto, acho que, pelo menos, entendo o sentido geral. Acho liiiiiindoooooo)

:))

Neu Lopes disse...

João, so un duvda:
E alupec o alupek?
Se for alupek jam fka mas preokupod.
Moda sempre un defende, mi n'e kontra ofisializasaum de kriol. So mi e kontra forma k'iss e tratod i rum k'es kosa ti ta tma.
Um ta espera k un xkreve dret na versaum alupec (??)i un utliza pontuasaum koret (o e kurret, o kuret?)!!
Karamba!!!
Abras

João Branco disse...

Mdsol, aprender crioulo não é nenhum bicho de sete cabeças. Vai ao link em baixo e tenta começar a praticar.

Neu, bo ta escreve kuaze dret! :))) Espia regras li sim

http://alupec.kauberdi.org/djuda_alupec.html

Abrasu!

Manumoreno disse...

Djonsa...um batata podri na saku ta straga tudu otus batata sé ka tradu di saku...Povos di 8 ilhas é inteligente então oras di ajuiza é pa leva mão a consciencia e odja o k é bom...pegando na palavra do mestre: batata podre é alvo a bater i sem medu...Viva a DEMOCRACIA!!!

Kel abçom di kuraçom!!
ManuMoreno

TΣΨ Δ|Σx@µ₫r€ disse...

Manu Moreno... Povos di 8 ilhas? Undi ki bo bai ku kel Otu? Ka bo flam ma kel otu e Santiagu e el ki era batata podri...