Um Café Curto

2 Comments


A propósito da última Pergunta Cafeana dos doutores e engenheiros, é importante que se diga que a Universidade de Cabo Verde está em fase de implementação de um projecto piloto na vertente de formação profissional que pode vir a ser estruturante para o tecido produtivo do arquipélago.

Neste sentido, a Uni-CV avançou para a criação de formações pós-secundárias curtas integradas no ensino superior e assume-as como uma das medidas estratégicas constantes do projecto de instalação e desenvolvimento da Uni-CV. Esta ideia, segundo se pode ler no sítio oficial, tem em conta "a pressão sobre o ensino superior e a tendência para a massificação do seu acesso. Estes dois aspectos, associados à necessidade de promover a empregabilidade e a competitividade, ditam a criação de um subsistema de formação pós-secundária curta que seja diversificado e dirigido a múltiplos públicos." (ver aqui)

São criados os Cursos Superiores Profissionalizantes que conferem um diploma correspondente, intitulado Diploma de Especialização Tecnológica. As primeiras ofertas formativas incluem cursos de Condução de Obras, Desenho Assistido por Computador e Topografia, Manutenção de Equipamentos Hospitalares e Técnicas de Contabilidade.

Aplausos, pois!




You may also like

2 comentários:

Ariane Morais-Abreu disse...

Podes reexplicar por favor?!! Parece que mudaram de etiqueta algo que outrora chamava-se curso tecnico medio. Uma vez por toda que se para de criar discriminaçao (escondida) entre os cursos ditos superiores (intelectuais) e os cursos tecnicos (segundarios). Cabo Verde precisa de todas as forças vivas para criar o seu mundo... Que seja a UNI-CV a mais criativa possivel à défaut des ressources!

João Branco disse...

Ariane, eu acho que estamos a falar da mesma coisa. Ensino Profissional Altamente Qualificado. Com direito a diploma, até porque essa é também - mal ou bem - a preocupação de muitos, na hora de decidir a continuação dos estudos. Abraço!