Cafeína: Obrigadinho!

15 Comments


O Presidente eleito dos EUA, Barack Obama, indicou ontem à noite (hora de Cabo Verde) estar profundamente preocupado com a situação na Faixa de Gaza, sublinhando, porém, que não irá intervir nas “negociações delicadas” que estão a ser conduzidas pela Administração de Bush, porque os EUA não devem ter “duas vozes” em assuntos internacionais tão delicados como este.

Ah, ok. Obrigadinho.






You may also like

15 comentários:

Anónimo disse...

"No, we can't"!

a) RB, anónimo por obrigação

João Branco disse...

Sim, eu quando soube que a administração Bush estava a conduzir "negociações delicadas" fiquei logo mais descansado. Foda.se!

Tiago Leão disse...

Estou para aqui a ouvir os Deolinda, mais especificamente o Movimento perpétuo associativo, música que segundo ouvi dizer uns saudáveis lunáticos queriam, e com toda a razão, elevar a hino nacional português, e dou-me conta de que se enquadra perfeitamente na não-acção de Obama e do mundo face ao conflito no Médio Oriente. Deixo-vos a letra:

Agora sim, damos a volta a isto!
Agora sim, há pernas para andar!
Agora sim, eu sinto o optimismo!
Vamos em frente, ninguém nos vai parar!

Agora não, que é hora do almoço...
Agora não, que é hora do jantar...
Agora não, que eu acho que não posso...
Amanhã vou trabalhar.

Agora sim, temos a força toda!
Agora sim, há fé neste querer!
Agora sim, só vejo gente boa!
Vamos em frente e havemos de vencer!

Agora não, que me dói a barriga...
Agora não, dizem que vai chover...
Agora não, que joga o Benfica
E eu tenho mais que fazer...

Agora sim, cantamos com vontade!
Agora sim, eu sinto a união!
Agora sim, já ouço a liberdade!
Vamos em frente, é esta a direcção!

Agora não, que falta um impresso...
Agora não, que o meu pai não quer...
Agora não, que há engarrafamentos...
Vão sem mim, que eu vou lá ter...

Amílcar Tavares disse...

O homem anda a ver se esta batata quente não lhe cai em cima. Mas pelo historial da campanha devo concluir que ele é pró-Israel.

Mas estes, em caso de dúvida e aproveitando este "vazio presidencial" nos EUA, foram para cima do Hamas.

Provávelmente recuarão antes do feriado cabo-verdiano que homenageia Cabral.

Arsénio disse...

Falou e disse.

José Eduardo Fonseca Soares disse...

Indignação, sim! Críticos, sim! Mas não perder o contacto com a realidade... como parece ser o caso de Israel... Entendo Obama nisto! Assim como não se pode entender, nem tolerar o que se pode chamar de 'abuso de mais forte'... E tentando ludibriar a todos, o mundo inteiro, a propaganda foi cuidadosamente montada pelos terroristas judeus. Os outros terroristas palestinianos, por não terem essa hipótese, armaram-se de 'defesas humanas'… Terror como tudo neste mundo globalizado, também tem praticantes ricos e praticantes pobres… E inocentes vão sendo assassinados em nome de 0bjectivos (vinganças) de raça, nação, deuses… Israel, armado até aos dentes, e com todos os meios e apoios, mesmo que velados… abusa! Abusa! Abusa! Confiado na propaganda bem montada por assessores Harvardianos… ‘mete agua’ e é apanhado com as calças… pois em Israel a Imprensa é livre… ‘O jornal Haaretz, considerado o melhor do país, tirou o gás das imagens difundidas pelo governo de um camião atingido pela aviação israelita, que estaria a transportar foguetes do Hamas. Eram tanques de oxigénio usados numa fundição.
Israel como vítima do fanatismo e do terror islâmico… hahaha Mas por outro lado UN é o que é – quase nada – mas temos que acreditar e empurrar para que – um dia – seja de facto o rosto e o peso do que merece ser chamado de Comunidade Internacional… Não?

Caboverdiano disse...

Respeito Obama como homem, pela sua determinacao e pelos objectivos que traçou e conseguiu.
Mas em momento algum acreditei que ele sozinho pudesse mudar essa maquina de mentiras dos EUA.
Claro que ele ainda nao tem o leme daquel pais nas maos, mas duvido que algo mude. Guantamo, iraque, e companhia limitada, nao vai nunca sair da minha mente e Obama nada fará para que essas atrocidades parem. Porque?
Porque ele pode ser Obama, o homem do ano 2008, mas EUA vai sempre ser EUA.
Para mim, ele é só mais um porta-voz da Casa Branca. E todos sabemos o que eles tem feito.

João Branco disse...

Tiago, essa é para transformar em post! É já a seguir!

Amilcar, justamente. Mas nesse dia todo o mal possível já estará feito

Arsénio, quem? Obama? E falou o quê? E disse o quê? Uma mão cheia de nada...

Fonseca Tchá, não entendo o silêncio cúmplice e conivente quando estão a ser cometidas atrocidades contra outros seres humanos. Isso nunca entenderei.

Caboverdiano, tento ser um pouco menos pessimista, mas a máquina americana é terrível...

jandir disse...

mim ta entende obama, el ainda ca president , so apartir de dia 20, e ate la bush é q ta manda... por isso el ca deve da mut opiniao sabendo q pessoal de bush ta na terreno, mesmo ca ta faze nada ou ta faze asnera es q ta na terreno, apartir de dia 20, jal ta começa ta trata de cena e é claro q el é pro israel, tita bem nasce ainda um president de merca anti israel, merca tem tchei gent muit poderoso q é judeu.. tas dificil...


www.djadsal.org

João Branco disse...

Falar custa? Condenar publicamente afecta? Reunir staff, como fez para a economia, ambiente, etc. para preparar as primeiras medidas e fazer publicidade destas, não pode? Pode. Deve. Porque tem feito isso para outras áreas de governação.

Anónimo disse...

Pois é, isto é claramente um problema de expectativa muito alta....deposita-se muita fé no homem- mas ele é só um homem.....

daka disse...

Falar e apontar o dedo é fácil, o mais difícil é quando é a nós que apontam o dedo quando não temos às respostas certas. Obama foi eleito presidente dos EUA e não do mundo! Tudo bem que América “ tem muito a dizer neste nosso mundo” sim é verdade.

Mas agora pergunto porque só apontar o dedo ao Obama e não a ONU, que nem sei para quê serve e porquê ainda existe. Isto é, conhecendo um pouco da história e dos moldes em que foi criada, actualmente transformou-se numa organização obsoleta.

E a EU que é uma inércia, que vive de Cimeiras em Cimeiras (apenas faz promessas raramente cumpre) sobre os mais diversos assuntos, mas que é incapaz de impor uma atitude. E os outros líderes mundiais? O que é feito deles? Por onde andam?

Se calhar em casa com a família. Pessoalmente penso que faltou uma análise de Obama sobre esta matéria, mas não o posso culpar por isto. Talvez foi uma opção política que ele tomou, errada ou certa, só o tempo dirá.

É preciso mais do que um homem (Obama) para colocar “ordem” neste mundo desenfreado.

Abraç tds

João Branco disse...

E quem domina a ONU? Não sejamos ingénuos...

Anónimo disse...

...o Obama pode ainda não ser presidente, mas consegui por exemplo fazer adoptar o seu plano economico... bom mas não sejamos hipocritas, nem cinicos, tude nôs sabé que "dinheiro" vale mais que vida humana, que defender os seu interesses economicos vale mais que qualquer criancinha de gaza perfurada por bombas, e Obama provou-nos isso mesmo pela rapidez( lentidão!) em fazer a sua esperada declaração, parafraseando daft punk :Humans after all ( somos humanos apesar de tudo) ... se ele não pensou em duas vozes quando se tratava da economia, porquê fe-lo agora, quando se trata de seres humanos?

Hiena (my human side)

João Branco disse...

Nem mais.