Um Café Curto: Addendum

18 Comments


A propósito do Café Curto publicado sobre a iniciativa do deputado do MpD Humberto Cardoso em colocar online a sua proposta para a Revisão Constitucional, foi feito o seguinte comentário:

"Não é primeira vez que atitudes desta vêm sido tomadas pelo Governo. O último Orçamento de Estado (0E209) esteve online durante todos os meses em que estava a ser preparado e os cidadãos podiam entrar e opinar e todas as manhãs era respondido por alguns staff do Ministério das Finanças inclusive pelo Director-Geral do Orçamento, mas se calhar não foi muito bem divulgado. Estas atitudes fazem parte do objectivo de tornar mais claro aos cidadãos sobre o que o governo tem feito e deixar intervir estes mais nas decisões.

Consulta o site http://www.minfin.gov.cv/ e verás muitos outros artigos como as contas de Estado dos anos anteriores."

Comentário Cafeano: esta pertinente chamada de atenção vem mostrar dois aspectos que me parecem claros: por um lado, há que reconhecer um esforço enorme deste Governo em tornar todo o processo de governação mais eficaz e transparente, através da utilização das novas tecnologias. Na discussão que tivemos aqui sobre o NOSI, ficou claro o trabalho fantástico feito pelo Estado a este nível, que tem feito de Cabo Verde um study case do sector. Por outro lado, reflecte também a necessidade deste Governo em melhorar substancialmente a forma como comunica, revendo os seus canais de ligação com a sociedade civil. De que servem os instrumentos de participação cívica se quase ninguém os conhece nem os sabe utilizar?



You may also like

18 comentários:

Salim disse...

LOL @ "por um lado, há que reconhecer um esforço enorme deste Governo em tornar todo o processo de governação mais eficaz e transparente".

Hahaha... Essa foi boa!

É por isso que no Sal, depois da ex-Ministra do Ambiente, Madalena Neves, ter chumbado (há dois anos atrás) a Marina da Murdeira, e depois de ter sido trocada de Ministério (agora questiono o porquê), o novo Ministro faz marcha atrás e (re)aprova o projecto, tendo o Vital Moeda entrado em cena (felizmente!) para defender os nossos interesses e os da Nação Caboverdiana.

Isso da transparência e participação cívica dos cidadãos é uma anedota (pura ilusão!). Só precisam de nós quando concordamos com as suas decisões.

De resto, e quando discordamos (ou podemos discordar), ignoram a sociedade civil ou fazem-se de surdos. Acho que isto responde à tua questão.

Bali

P.S. Nem vou falar da falta de concursos públicos para as infra-estruturas, da expropriação e venda de terrenos, entre outros quejandos. 1 love.

Salim disse...

Só um addedum, para esclarecer que não sou contra o uso das novas tecnologias, muito pelo contrário. Para mim, a questão é outra...

João Branco disse...

Pronto, já nem digo mais nada... :)

jandir disse...

joao, questao pertinente es bossa e de salim tambem.
é muito interessant sabe q pessoal de DGO ta coloca cenas na net e es ta pronta a responde questoes a pessoas q contactas , quel li é novidade pa mim, pa 2009 ja era, mas pa orçamento de 2010 mim ta bem tenta spial alguns coisas ma es.
grande ideia de governo.
mas se bo repara, numero de acessos a internet na Cv é baixo, baixissimo, e ca tem haver apenas que alto preço praticado pa CVT, ja q tem 2 empresa 1 na sal ot na SV q tinha preços interessantes e era net sem fios. pessoal ta usa net muitos na trabalho. em vez de trabaia es ta fca ta navega na net de trabalho, se tivesse um controlo maior na trabalho pessoas ta usa na net trabaho pa trabalho e os resto es tava senti necessidade de usal na casa, e ai com mais pessoas q net preços podias baixa, contrariando lei da procura e da oferta. e nao so governo tem q melhora forma de comunica ma populaçao, tem q tem na tud ministerio pelo menos alguem formod na marketing e/ou relaçoes publicas ou mesmo na area de comunicaçao pa tcha sei pa fora tcheu informaçao q governo ta tem pa da pessoas.

lembra log na inicio de recorde na cv, tinha tcheu publicidade de governo brasileiro na quel tv, e tinha diferença entre governo federal e governo estadual, na CV no pode comoça ta faze o mesmo(claro q tita bem parce ques ot pessoa ta dse q é campanha pulitica q dinheiro do povo) mas pelo menos povo ta sabe de coisas.

é importante no dota nos escolas de acesso a internet, universidades tambem e ta parcem q quel projecto maalhaes formato CV tita bem ser bom, mais importante k pessoal sabe mexe na pcs é tem acessos a net k preços competitivos ...

hasta

Salim disse...

LOL @ JB!

Não te preocupes, homem. Hehehe... Foi mais um desabafo que outra coisa (ao ler aquela frase soltei uma gargalhada e não pude conter-me). ;-)

Mas, se vires, concordo na essência contigo e, especialmente, com a tua pergunta:

"De que servem os instrumentos de participação cívica se quase ninguém os conhece nem os sabe utilizar?"

Kel ot part, o keston, jandir kaba pa konpleta: "se bo repara, numero de acessos a internet na Cv é baixo, baixissimo"... Pake dze mas?

1 love

Anónimo disse...

Não sei se se trata de falta de comunicação. O site foi divulgado na TV, na rádio,no site do Governo onde estão os programas as políticas etc e foi referido pela Ministra por diversas vezes e muita gente o consultou...
Engraçado é que até foi divulgado em blogs...
Mais engraçado é que basta o dep. Humberto cardoso declarar que tem um site e olha a publicidade...
Dois pesos e duas medidas?

manu moreno disse...

João tens ideias de um lider...
Por isso tens muito a dizer
João compras o que é preciso...
Por isso estas a vender o preciso..

KENHA KI KA TEM AMBIÇOM!
É PAMODI É KA TEM CORAÇOM!

Por isso nkré dexa és palavriadu:

TERRA-DJA-KRÉ!!!

Bunitu é nós naçon
Ki dja kré nós union
No fazi runion
Pa no fazel roda moda pión

Terra-dja-kré!
Terra-dja-kré!
Terra-dja-kré!

Terra dja kré pa no avança
Por isso no dal cunfiança
Ka no fika só ta ozerba/promeça
No navega sem discunfiança

Terra-dja-kré!
Nós terra kré!
Povu d´ilha kré!

Kel abçom-de-coraçom!!

ManuMoreno

João Branco disse...

Dois pesos e duas medidas aqui? Nem penses. Cada qual pesa o que indica na balança! E fico-me por aqui, para curtir kel poema de Manu Moreno, ke tud dia ta txá sê nhaku di pueta na nôs Café! inté!

MM disse...

A preocupação do Governo em comunicar com o cidadão através das TIC`s é notória.
Os sites do Governo estão aí há bastante tempo, disponibilizando informação que inclui os planos estratégicos e de actividades e divulgando os serviços prestados. Além da página do Governo (muito inter-activa) e dos sites dos Ministérios veja-se, só por exemplo a INCV com a legislação, a PJ - aproveito para divulgar que este site tem a funcionalidade de queixas electrónicas e de denúncias anónimas - o ICIEG, entre vários outros sites que põem ao dispôr do cidadão várias formas de inter agir com a administração. Sem falar da Casa do Cidadão...
Outras entidades públicas têm feito esforços significativos é o caso do STJ que tem já um espólio assinalável de acórdãos on-line.
Os sites são sempre divulgados mas, se calhar tem razão, e é preciso reforçar essa comunicação e referi-los até há exaustão.

Anónimo disse...

O projecto do PAICV encontra-se on-line desde a sua entrega no endereço http://www.paicv.cv/index.php?option=com_docman&task=cat_view&gid=19&Itemid=63
O grupo parlamentar tem promovido várias acções de socialização e discussão, uma das quais decorreu em S. Vicente (espero que tenha participado). Outras se seguirão e espera-se como se deixou claro em S. Vicente o contributo de todos.

João Branco disse...

MM e Anónimo, é muito bom saber disso. Abraço fraterno.

Anónimo disse...

São mesmo dois pesos e duas medidas... lições pouco humildes e desinformadas são dispensáveis até porque não custa verificar - mas claro, as ferramentas da Net não servem quando não se quer utilizá-las.

João Branco disse...

Anónimo, falta de cuidado, talvez. Já emendei a mão com o post Adendum II. Dois pesos e duas medidas não, porque isso implicaria premeditação, que nunca existiu. Abraço e volta sempre, com menos azedume!

sofia disse...

pessoal,

as coisas nao apareceram do dia para a noite.. mas aceitem que tem estado a evoluir bastante e a um excelente ritmo.
o governo está de momento a inaugurar 10 praças digitais em TODO o país.. até a Brava que nao se liga nenhuma vai ter uma.
o acesso pouco a pouco vai se massificando, os preços do monopolio caindo..
nao se vai esperar que todas as pessoas tenham um computador para se comecar a criar sites e divulgar informacao.
a internet é a maneira mais barata de se divulgar informacao e acho muito bem que usem este canal.

abraço,
sofia

João Branco disse...

Sofia, a campanha eleitoral de Obama. Melhor exemplo que este?

Anónimo disse...

Dois pesos e duas medidas não tem de ser forçosa ou convenientemente interpretado como referente a política. Reclama mais comunicação dos entes públicos através da Net mas não usa as ferramentas ao dispôr da Net para verificar antes de postar se efectivamente existe ou não essa comunicação. Não é azedume: é crítica mesmo. Mas se não se deve criticar: mea culpa.

Anónimo disse...

Anónimo,

Se não fosses anónimo (estuda o exemplo da sofia) de certeza que não haveria dúvidas sobre azedume, referência à política, ou dois pesos e duas medidas.

Como preferes esconder-te atrás do anonimato e "criticar", podes ser tanto um membro do Governo, um militante ferrenho, ou um ilustre desconhecido.

Portanto, deves fazer mea culpa, mas é por seres anónimo. Não exijas que outros façam aquilo que não tens coragem de fazer: aceitar críticas.

Envio-te isto anonimamente, já agora, para sentires o gostinho da "crítica" (ou será que é azedume?).

Inté...

João Branco disse...

Anónimo I: quando escreves "as ferramentas da Net não servem quando não se quer utilizá-las" estás a fazer uma crítica construtiva? Ou estás a insinuar que eu só utilizo certas informações em detrimento de outras de forma deliberada. Vamos lá a ver, há várias formas de criticar, eu aceito-as de bom grado. Não tenho nenhuma empresa de prospecção de tudo o que existe por aí, e este espaço é apenas uma das formas que encontrei para exercer a minha cidadania. Com a ajuda de todos, posso sempre melhorar. Mas o teu comentário estava carregado de azedume, sim, e espero que aceites tu próprio esta crítica com desportivismo!

Anónimo II, pois! Seria bom pelo menos vocês, Anónimos, arranjarem uns pseudónimos. Como Moreia, Hiena... Podiam ser sempre nomes de animais, por exemplo. Qual seria o teu pseudónimo, Anónimo I? E o teu Anónimo II? E o III, IV, V, e VI? Credo, já estou confuso!

Bom fim-de-semana a todos!