A Máquina do Tempo

3 Comments


O Universo
é feito essencialmente de coisa nenhuma.
Intervalos, distâncias, buracos, porosidade etérea.
Espaço vazio, em suma.
O resto, é a matéria.

Daí, que este arrepio,
este chamá-lo e tê-lo,
erguê-lo e defrontá-lo,

esta fresta de nada aberta no vazio,
deve ser um intervalo.

Fernando Pessoa

Imagem: Ivan Bajic "Spectators"


You may also like

3 comentários:

Cesar Schofield Cardoso disse...

Imagino que Fernando Pessoa deve ter sido considerado um louco no seu tempo. As coisas que ele já pensava e já dizia...

João Branco disse...

Por alguma razão ele era um génio. E os génios sempre o foram também porque estava fora - além de - do seu tempo. Abraço.

Anónimo disse...

"E = mc2"(Albert Einstein)

Ou como a poesia e a ciência se encontram!

a)RB, anónimo por obrigação