Um Café Curto

6 Comments


Tem sido recorrente as notícias sobre cidadãos cabo-verdianos que tem sido apanhados nos aeroportos internacionais, principalmente no da Praia, a tentar passar quantidades variáveis de droga para fora do país. A última foi ontem, tendo a polícia dos serviços de fronteiras da Praia procedido à apreensão de 1,5 Kg de cocaína na posse de uma cidadã cabo-verdiana, de 44 anos de idade, que ia escondida nas mamas.

Não me parece quem tenha sido uma ideia feliz, a da senhora levar a droga naquele lugar, que é em 90% dos casos o primeiro lugar para onde um homem olha quando passa uma mulher por ele, e talvez por isso tenha sido apanhada com a boca na botija.

Mas o que assusta é imaginar a droga que pode estar a passar. Temos hoje três aeroportos internacionais em Cabo Verde. Brevemente teremos um quarto. A melhor solução, e mais prática, não seria conseguir aqueles cães polícias que farejam a droga com muito maior eficácia do que alguns sofisticados aparelhos?



You may also like

6 comentários:

Anónimo disse...

News: pode ter passado despercebido aos mais desatentos mas um dos agentes Knino da PJ foi responsável por uma apreensão de 500 kg de coca. Dão mais do que "jeito"...

João Branco disse...

Boa! Porque não os levam para os aeroportos?

lamanary disse...

a musica de fundo para este post é rest my chemistry dos interpol. precisamos descansar a nossa quimica.

João Branco disse...

Boa sugestão...

Neu Lopes disse...

Eu só quero saber de uma droga mais do que legal - O CAFÉ!

João Branco disse...

Obrigado, pela parte que me toca!