Cafeína

4 Comments


"Nada nem ninguém, nem sequer organizações internacionais que teriam essa obrigação, como é o caso da ONU, conseguiram, até hoje, travar as acções mais do que repressivas, criminosas, dos sucessivos governos de Israel e das suas forças armadas contra o povo palestino. Visto o que se passou em Gaza, não parece que a situação tenda a melhorar. Pelo contrário. Enfrentados à heróica resistência palestina, os governos israelitas modificaram certas estratégias iniciais suas, passando a considerar que todos os meios podem e devem ser utilizados, mesmo os mais cruéis, mesmo os mais arbitrários, desde os assassinatos selectivos aos bombardeamentos indiscriminados, para dobrar e humilhar a já lendária coragem do povo palestino, que todos os dias vai juntando parcelas à interminável soma dos seus mortos e todos os dias os ressuscita na pronta resposta dos que continuam vivos."

José Saramago, aqui




You may also like

4 comentários:

José Eduardo Fonseca Soares disse...

Obama conseguirá?

João Branco disse...

Esta é das mais complexas, sem dúvida!

Anónimo disse...

Independentemente da complexidade da resolução da questão do Médio Oriente (se é que tem resolução...!) e para fazer jus aos princípios que o Presidente Obama diz defender, uma coisa se lhe exige: que proponha (ou, no mínimo, apoie) uma investigação internacional, independente e isenta, sobre o eventual cometimento de crimes de guerra na invasão da Faixa de Gaza.

a) RB, anónimo por obrigação

Ariane Morais-Abreu disse...

Pela fluididez da internet recebi ha poucos dias este artigo que me deu informaçoes complementares sobre as razoes invisiveis e "inavouables" do massacre proferido na banda de Gaza.

Suivez le lien:
http://www.cadtm.org/spip.php?article4061

Un bon dimanche...