Um Café Curto

3 Comments



Segundo a The Associated Press, no ano de 2007, os bancos que hoje pedem ajuda ao governo americano para não falirem, pagaram aos seus administradores de topo 1,6 mil milhões de dólares em salário, bónus e outros benefícios. Um ano em que já se pressentia a crise e as dificuldades que daí iriam surgir.

Nunca o slogan da esquerda radical dos anos 80 fez tanto sentido como hoje: "os ricos que paguem a crise!" Cabrões.


FonteNotas ao Café




You may also like

3 comentários:

Teatrakacia disse...

No dicionário dos multi-milionários 'cabrões' corresponde a 'bons e inteligentes gajos'... sabias dessa?

Arsénio disse...

É como aquela notícia de que o Governador do Banco de Portugal que é um dos governadores mais bem pagos da Europa.
Por mais que o homem anda a tratar da saúde dos dinheiros de Portugal, não precisavam de exagerar. Afinal, Portugal não é dos países mais ricos da Europa.
Só espero que no nosso país não sigamos esse mesmo exemplo, porque gostamos do "copy / past".

João Branco disse...

Hahaha Tchá, e tem toda a lógica, não achas?

Arsénio, olha que se forem ver até que... bem... enfim.... nha boka ka sta lá!