Perguntas Cafeanas

7 Comments



O facto de o Supremo Tribunal ter ordenado, por falhas processuais suas, a libertação de um dos responsáveis por aquele que terá sido o crime mais hediondo do Cabo Verde independente, é uma causa, um sintoma, a explicação visível para que o Vital Moeda se queira ir embora ou simplesmente uma grande pouca vergonha que reflecte o estado lastimável da nossa Justiça?


À melhor resposta, ofereço um café



You may also like

7 comentários:

Arsénio disse...

Alguém lá dentro não se lembrou que esse assunto nem devia dormir? Um amigo meu já dizia que a justiça está mole. Aiaiaiai

geracao20j73.blogspot.com disse...

Esta situação ilustra bem o estado da corrupção existente no país. Não é só grave, é gravíssimo que Supremo Tribunal (não estamos a falar de tribunais de 1ª Instâncias) não consiga resolver um processo tão danoso para imagem da justiça cabo-verdiana como esta. Mas a mim, o que me preocupa é o modo como os políticos andam a brincar com o processo de justiça, há mais coisas escondida nesta questão. Alguém anda com medo da Justiça? Fica a pergunta.

Redy Wilson Lima disse...

Muito dos 2 João. Na semana passada foram os agentes da PJ presos por roubo e tráfico de droga os libertados. Existem muitas outras situações idênticas de libertações e presos injustamente que não tem o peso medático e por conseguinte, pouca gente dá conta.

João Branco disse...

Olhem, meu amigos, eu ainda estou em estado de choque.

gabi disse...

Meus amigos, Moeda dispunha de oito meses para deduzir a acusação contra os gajos, sabem quanto precisou para o fazer, sem nenhum funcionário? 4 meses meus amigos, 4 meses. É uma facada no peito deste jovem brilhante que, presume-se deixou tempo suficiente ao STJ em caso de recurso que se esperava. De facto, algo muito forte para o desmotivar mais ainda. Até, meus amigos, desconfio do silêncio dele, não é do seu género.

linda disse...

Se tu estás em estado de choque João, como estará Moeda?

mar disse...

Acho que é sim, um dos factores, e, este, muito forte para que ele queira sair. Ele tem sido um critico sempre com fundamentações legais e linguagem clara para que todos possam perceber e não só os senhores doutores sobre o estado actual da (in) justiça, como ele próprio denunciou num artigo publicado no ASemana. Vai ser dificil mante-lo pois que, ainda que tenha amor a causa corre o risco de ver o seu trabalho atrapalhado por outros.