Perguntas Cafeanas

29 Comments



Porque calamos tanto?


À melhor resposta, ofereço um café




You may also like

29 comentários:

Cesar Schofield Cardoso disse...

Porque não falamos muito, duh!

João Branco disse...

Deve ser da inspiração divina, mas desta vez, ficaste muito longe do café. E neste assunto, és daqueles que tem sempre muito para dizer! Volta, um destes dias, quando te apetecer... Abraço (E não, não estou com falta de sentido de humor...)

argumentonio disse...

vou a jogo: por interesse, comodidade, vergonha, respeito, medo, reverência, dúvida, manha, hesitação, latência, para sofrer e para não sofrer, para fazer sofrer e para não fazer sofrer, por ignorância, por conhecimento ou mesmo sabedoria, por temperança, por falta de impressos de reclamação, porque os demais falam mais alto, por despeito, cansaço e falta de voz ou vontade, porque ninguém perguntou, nos escuta ou quer saber, enfim, porque só o mar nos ouve

acertei?

abraço admirador, adjudicium e adcafézeo

João Branco disse...

Difícil seria acertar mais... Gostei em especial da explicação "porque só o mar nos ouve". Abraço fraterno.

Sisi disse...

Por medo e principalmente por conformismo.

Catarina Cardoso disse...

Por insegurança......

Anónimo disse...

Calamos quando desistimos e baixamos os braços... agora, porquê? Não sei...

Anónimo disse...

Para nao mandar boca

João Branco disse...

Sisi, também acho.

Catarina, também.

Anónimo, não está bem à vista?

Anónimo, mas se é isso que se faz mais?

Dylan disse...

Calamo-nos porque temos medo que nos oiçam. Fazemos um auto julgamento baseado no que os outros opinão e nos dizem, portanto fechamos a boca até que haja qualquer coisa para dizer que os outros gostem de ouvir, com medo de expressar o que existe dentro de nós.

Abraço

Anónimo disse...

Essa é fácil...porque os "tugas" durante anos promoveram "cumi e cala" ou "sofri calado". Mas a verdade é que está a fervilhar o......orgulho verdiano...esta nova geração vai...começar a falar...e ai seremos a geração 2.0
..orgulhosa...irreverente...global...e capaz!!!

João Branco disse...

Oh Anónimo, oxalá tenhas razão!

Anónimo disse...

Desafio o Dr. João Margoso Branco a desligar a moderação de comentários. Isso mesmo, deixa a malta anónima popular à vontade. Talvez por isso calamos tanto.
Abaixo a moderação de comentários!
Abaixo a censura!

João Branco disse...

Caro Anónimo, estás equivocado. Foram publicados, desde o seu nascimento, quase 8000 mil comentários no café margoso. Isto em menos de um ano. Estes comentários, corresponderão a 99,9% dos comentários que foram enviados, e muitos desses inclui manifestações de discordâncias, por vezes até pouco correctas em relação à minha pessoa, e que mesmo assim, são publicados. Com toda a naturalidade.

Os 0,01&% dos comentários que não foram publicados, não o foram porque são enviados com o único propósito de insultar, principalmente outros participantes desde local. E isso eu não admito.

E não tem nada a ver com censura. Tem a ver com o mínimo de educação. Se o caro Anónimo tem problemas com isso, paciência.

Anónimo disse...

Mandar ou pedir alguém para "calar a boca" constitui insulto? Mais um desafio parece-me.

Anónimo disse...

Censura sim senhor. Sujeitar comentários à aprovação pode ser considerado uma forma de censura. De qualquer forma censuraste 0,01%. Tens medo de que?

Anónimo disse...

Vem aí a AAA

Associação dos Anónimos Anónimos

João Branco disse...

Anónimo, és sempre o mesmo e digo-te claramente:

1. Mandar alguém calar a boca, sim constitui um insulto, principalmente quando é feito em casa alheia e esse sim, é um acto de censura.

2. Sujeitar os comentários à aprovação é o mesmo que todos os Estados de Direito terem as suas leis. Nem todos podem fazer o que lhes dá na cabeça, e não é por isso que vivemos em ditadura. Isto é tão simples de entender que, enfim, se quiseres continuar chamar a isto censura, estás no teu pleno direito.

3. O terceiro comentário teve piada e até tem lógica. Já estou a imaginar as reuniões. "Chamo-me X e sou um Anónimo Anónimo. Hoje consegui fazer alguns comentários sem cair no anonimato, dando a minha cara. Estou muito orgulhoso. Espero conseguir manter-me assim, pelo menos por hoje. Um dia de cada vez."

b disse...

Seja quais forem as razões, era uma coisa que não devíamos fazer. Pensar, escrever, falar, MUDAR. Assim, sempre.

João Branco disse...

b, gostei! Volta sempre.

Anónimo disse...

1º. Calamos por medo
2º. Calamos por medo
3º. Calamos por medo
Depois.... as restantes: por fraqueza, por ignorância, por loucura, por educação... por respeito, por graciosidade, por maturidade... enfim são tantas conforme a situação.
Qual seja a cultura em que estamos inseridos, o medo predomina, depois... existe uns quantos que conseguem furar esse esquema e se tornam activistas em prol da sua consciência e liberdade.
No entanto, aprendi que por vezes, nos devemos calar para que depois conseguíamos obter o pretendido.

Beijaflor

PS - Ser Anónimo também é uma maneira de nos calar quem verdadeiramente somos.
Não nos mostrar na integra, andar mascarados e sim, quem tem um blog como os cometários pré-aprovados tambem se defende a este tipo de anónimos, pois o bloguista tem o direito e o dever de "ouvir" ou "ler" o que quer e o que deseja.
Tal como todos, calamos porque não queremos ter do outro (indivíduo ou sociedade) uma reacção negativa que nos irá deitar a baixo ou nos condicionar.
Ao mesmo tempo ser Anónimo permite atacar os outros e dizer expressamente o que pensamos, mas na realidade só uma parte do nosso EU é que fala, o outro... fica calado, com medo.

Kuskas disse...

Por que calamos?

Eu calei-me quando era pequena e depois quando virei adolescente por medo.

Por medo de ficar de castigo, por medo de não ser entendida, por medo de ser adolescente, por medo de não ter razão.

Depois essa fase passou....
Hoje só calo-me perante os meus pais. Chega a uma idade que os pais tem sempre razão, mesmo quando estão errados.

Não calo-me perante as injustiças, nem mesmo perante ordens dos meus superiores, quando acho que essas ordens não estão de acordo com os meus principios.

Sou e sempre fui frontal e isso é o meu maior defeito/qualidade.

Olhando as pessoas a minha volta, vejo que muitas vezes calamos porque não queremos "brigas" "confrontos", mas já dizia a minha avó: minha querida aquele que sempre tenta agadar a gregos e a troianos leva uma vida miseravel.....

João Branco disse...

Beij flor, também acho que o medo é um dos principais factores. Mas também a complacência, a cumplicidade hipócrita. Calamos, por vezes, porque temos rabos de palha ou esqueletos no armário. Quanto ao Anonimato, esta é daquelas discussões que mais dia menos dia, regressam aqui ao Café Margoso. No fundo, eles tem alguma razão quando dizem que dão animação ao lugar! hehehe

Kuskas, quando é para não calar boas causas, nunca será um defeito.

Anónimo disse...

Oi João
De facto ter Anónimos no Blog ou onde que que seja faz bem e anima o blog, anima o pensamento, são uns chocalhos externos à nossa zona de conforto.
Tal como nas democracias em que temos a liberdade de dizer qq coisa com liberdade, fazemos em anonimato, que é o voto, o nosso direito por sufrágio universal.
No entanto.. mesmo tendo rabos de palha, esqueletos no armário, devemos enfrentar a situação e ir em frente.
Todos nós fizemos, dissemos e pensamos coisas erradas (supostamente que a afrontamos a sociedade que estamos inseridos) mas isso faz parte do ser humano, é um defeito e ao mesmo tempo qualidade. Temos de fazer e temos de enfrentar. O perigo reside em escamotear, esconder, negar e renegar.
Ora, se somos humildes para umas coisas, porque não sermos humildes connosco próprios?? Olhar para o espelho e observar-mo-nos custa e muito. Olhar olhos nos olhos de nós próprios e dizer: "Fizeste porcaria", ou simplesmente "Gosto de Ti", "Estou orgulhoso de Ti" é um acto de coragem mas ao mesmo tempo de um passo para o nosso amadurecimento pessoal que ao mesmo tempo irá contaminar quem nos rodeia. Nós somos Alunos e Professores ao mesmo tempo.
KissFlower

Perséfone Hades disse...

Por favor leia minha resposta no endereço abaixo:
http://persefone-hades.blogspot.com/2008/12/por-que-nos-calamos-tanto.html

bjs
Perséfone

Teatrakacia disse...

Só falta dizer, por preguiça... e também, se não me engano, por não se acreditar que vale à pena...

João Branco disse...

Bela resposta, flower!

Persófone, vou espreitar!

Anónimo disse...

Caboverdiano é um autocensurado ... podemos ter um grande indice de desenvolvimento nacional mas continuamos a precisar lutar o nosso intelecto... é só para ver temos uma universidade autocensurada que nao se pronuncie nas politicas, comunicaçao autocensurada enfim

b disse...

João, também gostei! Pretendo voltar, sempre:-)