Café Cinematográfico

5 Comments


"Crash" um dos filmes mais surpreendentes dos últimos anos, vai ser transformado em série de televisão e conta como um dos protagonistas, nada mais nada menos, do que o actor Dennis Hopper. Quatro anos depois de provocar polémica entre os norte-americanos pela sua abordagem sobre o racismo e os estereótipos, o filme, que fez críticos e público se questionarem sobre as relações raciais problemáticas na multi-étnica cidade de Los Angeles, e vencedor inesperado do Oscar de melhor filme do ano em 2004, foi convertido agora numa série de televisão que também dividiu os críticos.

A recepção dúbia da série, que também aborda o racismo nas cidades, não surpreendeu o director e argumentista Paul Haggis. "Quando eu tive esta ideia, pensei automaticamente numa série para televisão, mas Crash aparentemente não dava uma série. Quando eu tentei fazer esta proposta, as pessoas riram-se de mim", disse Haggis à Reuters. Depois que o filme ganhou três Oscars, incluindo o de melhor filme, tudo mudou. Haggis, de 55 anos, é o produtor-executivo e a equipa que escreveu o argumento criou um grupo de policias corruptos de todas as etnias, além de um membro de gangue coreano que acaba se endireitando e uma dona de casa branca que é rica, mas frustrada.

Se a série for tão boa quanto o filme, espero que não demore muito a chegar por aqui.



You may also like

5 comentários:

Mário Vaz Almeida disse...

Paul Haggis de argumetista a realizador e daí a produtor executivo da sua própria criação executivo parece ter encontrado a formula para sobreviver á crise que colheu os argumentistas em Hollywood, João.
Dennis Hopper ... não sei porque é que ainda não se escreveu um livro sobre a arte de representar baseado exclusivamente nos métodos deste actor. Sempre bem na sua pele, depois de «Easy Rider» a «Apocalypse Now» só não ganhou estatuto de actor mítico por causa desse outro «monstruoso» actor...Marlon Brando.

João Branco disse...

Mário, nem Anthony Hopkins, sem dúvida grande actor, na sua interpretação de Hanibal Lecter, consegue superar Hopper nos papeis de vilão. Nesse aspecto, é muito bem capaz de ser o melhor actor de todos os tempos. E mais não digo.

Sisi disse...

Espero que a série faça juz ao filme.

João Branco disse...

Faço figas, Sisi!

Teatrakacia disse...

Désolé! O meu hope é que Dennis Hopper - muito bom actor - com o tempo chegue mais perto de um Al Pacino, Marlon Brando, Anthony Hopkins...
De resto, tb as 'figas'...