Declaração Cafeana

47 Comments


Uma cliente do Café Margoso escreveu um comentário que diz assim:

"O Vital Moeda teve a coragem de embargar as obras mais importantes do Sal, colocar a Câmara Municipal no banco dos réus por crime ecológico! E todo o processo de tráfico de droga... quem mandou prender os "poderosos"? Não falei por acaso, é um "miúdo" que impressiona a sério pela forma como se debate na prática e no terreno pelos ideais de justiça... mesmo sabendo e sentindo na pele todas as pressões que possas tentar imaginar!

Acho que mais 2 ou 3 fariam toda a diferença!"

Entretanto, no jornal A Semana, vem uma notícia que nos informa que Vital Moeda ameaça deixar a Magistratura por motivos que se prendem com a falta de condições para o exercício da actividade em Cabo Verde. Claro que o chumbo à proposta de aprovação dos Estatutos dos Magistrados, na Assembleia Nacional, por razões político-partidárias, também ajudou para o desencanto do corajoso magistrado. Além dos casos referidos, foi Vital Moeda que abriu o processo mais caro na história recente da justiça cabo-verdiana, contra um grupo de empresas imobiliárias, além de ter sido por ele que passou o julgamento e a condenação dos responsáveis pelo macabro assassinato de duas turistas italianas, também na ilha do Sal.

Se esta desistência se concretizar é de lamentar profundamente. E não deve ser só na Justiça que isso acontece. Bons e competentes médicos, professores, gestores, artistas, intelectuais, que se recusam a trabalhar para o Estado porque este não só não lhe dá condições para o fazer, como não os motiva, financeira e institucionalmente. E o Estado de Cabo Verde arrisca-se assim a perder os poucos heróis que ainda lhe resta.




You may also like

47 comentários:

Anónimo disse...

Espero que ele encontre a força e redescubra a motivação para continuar - porque ele tem conseguido fazer a diferença na vida de várias pessoas!

Muitos foram os testemunhos que ouvi de passagem pelo Sal, do género: "ele anda sempre assim, havaiana no pé, calça de ganga e t-shirt simples... nem podíamos acreditar que ele era MAGISTRADO... mas a verdade é que ele trabalha e trabalha a sério, nem imagina os casos que ele resolveu logo mal chegou, e que aguardavam justiça há anos"... outros contavam que agora os homens do sal já estão mais contidos no que toca à violência doméstica porque dizem à boca miúda "com este procurador não se brinca!"

Se ele sair, tenho a certeza que sai com dor, mas que quem vai ficar dorida é a nossa justiça e o nosso Estado de Direito!

João Branco disse...

Estes testemunhos são importantes. Quem quiser partilhá-los aqui seria um local interessante.

Anónimo disse...

Na verdade e, com humildade, tudo o que se disser deste jovem magistrado é pouco.Ele é um simbolo para a juventude caboverdiana e de coragem para o Mundo inteiro. Se ele ainda estivesse aqui no Alto de Mira Mar, aliás, bem perto da casa do João, pediria a tua intervenção para o dissuadir. Ele, no entanto, nunca escondeu as mágoas e a dificuldade de fazer justiça em C.Verde.Dizem que ele entra cedo no serviço e só sai as altas horas da noite para o bem de todos - louvado seja. Adoro igualmente ouvi-lo. Viva Moeda, ou Jampa, sempre amigo de todos.

Anónimo disse...

Jampa, conhecido por Vital Moeda, foi um brilhante aluno de Direito em Coimbra. Lembro-me dele, miudinho em São Vicente. Muito delicado mas, atencioso e carinhoso. Alguém que se pode confiar. Parece ser feliz na profissão mas, Cabo Verde tem pecado neste sector infelizmente.

Kuskas disse...

João
tenho a maior simpatia e admiração por este jovem MAGISTRADO.
Quando ele nos disse para estimarmos o valor dos prejuizos causados pelas empresas imobiliarias e que o valor fosse proximo do impossivel de pagar, não hesitamos.
Sei que as empresas NUNCA vão pagar o valor, mas o que vale é o "valor" inicial.

Túlia disse...

Mesmo á distância sempre ouvi "falar bem" e sempre tive boas noticias acerca de um antigo colega de faculdade, hoje dignissímo magistrado.
Quem o conheceu e conhece sabe o seu enorme gosto pela profissão,e o zelo e isenção com que a exerce.
Estou certa que nada o irá abalar dos seus propósitos, para o bem e para o mal.
Aceitarei a sua decisão como a correcta, no entanto se ela for a de abandonar a magistratura certamente ficarei muito triste, por ele... e por Cabo Verde.

ASS.Túlia Santana -
Coimbra/Portugal

João Branco disse...

Não são muitos os crioulos que conseguem uma admiração generalizada, perfeitamente demonstrada nestes comentários.

Espero que continue a sua luta por uma melhor justiça em Cabo Verde e não permite que o silenciem.

Jota/ João Paulo disse...

João.
Eu também consideraria este homem como "o mais mais de 2008". Não apenas pelos casos mediáticos (e houve outros que não foram aqui referenciados), mas pela sua luta diária, coragem, persistência e firmeza de carácter.
É fácil perceber o respeito e carinho que todos (todos os níveis sociais) no Sal têm por ele.
Realmente, não tem pinta de herói (cara de puto, havaiana nos pés...), mas é de uma grandeza impressionante e tem feito um trabalho invejável.
Fica aqui a minha profunda admiração.
Grande abraço Jampa.

zé disse...

Conheço bem, se é que alguém conhece bem o jampa, e, sei que ele não pretende unaminidade a sua volta. Ele quer é sim, ter os «bons» do seu lado. Estes ele trata com todo o cuidado, mas, os «maus», estes devem ter cuidado.Acho que é assim que se deve ser e é o que tenho aprendido com ele. Dar valor ao que interessa. Tens razão João no que dizer da generalidade mas, acredita que ele tem ganhado muitos inimigos - aliás, como todo revolucionário.A mim ele orgulha-me e espero que o Estado saiba cuidar dele porque pessoas como ele andam sempre em perigo

João Branco disse...

Eh Jota, o Moeda conseguiu outro mérito. Por-te a comentar aqui no Café Margoso! hehehe Mas é bom saber esse reforço. Não se pode mudar uma sondagem sem comprometer todos os resultados anteriores, senão colocava o homem, sem problemas!

Aquele abraço!

João Branco disse...

Zé, não tenho NENHUMA dúvida que ele deve ter muitos inimigos. Os grandes valores tem sempre uns cancros a procurar destruir o seu trabalho. Sempre. Como diz um grande músico, que admiro particularmente, hoje em dia RESISTIR É VENCER. Abraço!

nétcha disse...

Aqui deixarei também uma palavra de apreço também ao Jampa/Moeda. Não o conheço pessoalmente mas, temos alguns amigos em comum. Confesso que fico com inveja de ouvir os amigos a falarem dele. Confesso que, a primeira, por ele ser demasiado delicado, quem sabe, timido é dificil de se aproximar mas, dizem que, quem se aproxima, aprende sempre algo de positivo com ele. Acho que muito dificil ele sairá da magistratura. Os politicos têm que rever a sua posição nesta matéria. E, já agora, se o Abrão aparecer por cá, fica a pergunta: para quando uma entrevista com Moeda?Aposto que ASemana já pensa nisto há muito. João força pelo teu blog e como tu e o Moeda cresceram na mesma zona pode ser que ele também seja um fã teu - pois sei que ele ama de coração a arte, sobretudo música que é um barra como cinema lol.

Anónimo disse...

Ah, e ele é lindo né!?!Novo, inteligente...

João Branco disse...

Nétcha, bom coment. Obrigado pela parte que me toca.

Anónima (certamente!): esse já não é o meu departamento... hehehe

Jota/João Paulo disse...

Jon.
Acredita que todos os dias passo por cá para tomar um café (eh lá, calma aí, mentes perversas... eh eh)e ver o movimento, "tomar boné" como um bom muçin d'Font flip. Fico ali na mesa do fundo, por isso nunca reparas. O café vem sempre com açucar (pouco)...
A ideia em relação ao Moeda era só juntar-me a esse coro que o homenageia... Bem, acho que ele, sem ser nomeado, já leva vantagem, eh eh.
Grande Abraço.

João Branco disse...

Un sabê diss, moss! Abraço!

Catarina disse...

Fco mesmo feliz com estes comentarios! E ele já os leu: imaginem que acha que estamos todos a exagerar!!!

João Branco disse...

Bem, só saber que o Moeda é cliente aqui do Margoso, já é um incentivo grande! Força e coragem. No que o Café Margoso poder contribuir para a causa da Justiça em Cabo Verde, cá estaremos para, como diz o povo, dizer da nossa justiça e denunciar casos que nos parecerem absurdos.

Forte abraço!

mar disse...

E enquanto se fala do Moeda, hoje ouvi na rádio das 13.00 que ele resolveu mais um caso bicudo e que acusou de homicidio um português que atropelou um senhor muito querido da ilha do Sal. Mais uma vez, ele mostra que, com ele os processos de facto andam.Ah, Catarina, se o conheces, dá-lhe um abraço de todos os praienses e diz-lhe que aqui o aguardamos.Gostei de o ouvir também na rádio com o tema de «defesa das tartarugas marinhas». Já agora, sabes se é solteiro ou emocionalmente comprometido?Lindo.E, se não for demais, dás o número ou mail?Vá lá!Diz-lhe então que tem muitas admiradoras...não só do seu trabalho...

João Branco disse...

Hahahaha! Kuza djá kenta, kenti!

Catarina disse...

lollllll
acho que não fica bem dar esse tipo de informações aqui, em pleno café... mas acho que podes sempre entrar em contacto com ele: liga para o tribunal ;-)

Salim disse...

Eu mudaria o meu voto para o Vital Moeda, sem qualquer dúvida! Um MAGISTRADO destemido e intransigente na sua luta pela justiça.

Como alguém já disse, um revolucionário e um verdadeiro exemplo (orgulho) para nós jovens.

Tudo o que Cabo Verde precisa.

1 love

praiense disse...

Falando muito, mas, muito sério, Moeda é um jovem exepcional e brilhante mesmo técnicamente. Conheço pessoalmente o seu trabalho enquanto jurista. Posso dizer que muito dificil se recorre dos seus despachos que têm uma simplicidade e beleza sui generis. Entendo a mar pois que ele tem um charme que cativa e sobretudo por parecer muito timido mas, ele destaca pela sua postura matura e séria. A pergunta que faço é, Cabo Verde já se apercebeu do que poderá perder com a sua saida da Justiça?É que, conhecendo-o, ninguém o conhece profundamente, a não ser se ele ama alguém, aí não dúvido, dúvido que ele vá para a advocacia ou outra profissão em C.Verde. Já o Grande Germano Almeida e Vanda Évora tinha escrito muito bem e publicamente sobre ele, como a pessoa que nos faz ainda confiar e acreditar na Justiça. O teu blog João criou um circulo muito positivo a volta de Jampa, como lhe chamam os amigos.Na verdade ele não gosta de ser chamado de Vital nem de Moeda isto sei eu. Talvez a Catarina nos diga o motivo como também é muito bem vinda para lhe transmitir essas mensagens - quem sabe assim ele se aperceba quem de facto é. Sei que ele não lida bem com elogios e é demasiado humilde mas, digo-o, Moeda, não estamos a exagerar nada, apenas faltam palavras - obrigado.

João Branco disse...

Catarina, ainda é acusada de assédio! hehehe

Salim, agora é tarde para mudar e confesso que eu próprio não tinha a noção deste caso de sucesso e coragem, não tivesse sido alertado por alguém aqui mesmo no Margoso.

Praiense, pois, fico muito satisfeito quando este espaço serve para a criação, momentanea tipo hapening, de correntes de opinião como esta. Se for preciso organizamos uma petição para o homem se manter no cargo!

medina disse...

João, esta ideia de petição foi magnifica e com a ideia do outro colega, o Abrão poderia igualmente pronunciar-se no seu program. Boa ideia. Mãos a obra. Junto-me também com a minha malta, e acreditem que somos muitos, para apoiar a ideia. No fundo, é a Justiça de Cabo Verde que está em causa. São os jovens a pedir que funcione. Talvez assim consígamos mover lá os deputados no Parlamento para levarem a coisa mais a sério.Ei, não, a Catarina é um elemento essencial já que o conhece pessoalmente. Então, vamos lá seguir com a petição? Os jovens a favor de Jampa na magistratura.Todos sairemos a ganhar, sobretudo CVerde e davamos uma lição aos politicos caducos. Viva os Jovens, viva Jampa/Moeda.Já agora João, como não sabias de um talento que até, como dizem vivia mesmo perto de ti lol? Nunca é tarde, aquele abraço.

linda de morrer disse...

Boa ideia João, não sei se uma petição mas, chamar-lhe a atenção pela importância que têm para o País. Como fazer isto? Catarina um help está quase Janeiro. Ha, junto-me também as meninas. Mas, nada a ver vale o Homem e profissional que é (mas, olhos são olhos né?!!).Apoio tudo a favor de Jampa. Beijos.

paulo disse...

Como te passou despercebido João?Então não tens ouvido a Rádio nem TV?Na verdade até pensava que voçes eram familiares lol. O que teria para dizer não caberia neste espacinho mas, era muito e, muito positivo a favor de Vital Moeda. Os salenses não o deixarão sair para qualquer lugar, garanto. Ele é nosso.Mas, avancem com as ideias, como fazer a tal petição? Podiamos usar o 180.º e o ASemana como meios muito conhecidos. É a minha ideia.Abraço João. Excelente tema para o teu blog, estás de parabéns.

Catarina disse...

Eu acho que estes comentários já são uma verdadeira petição! (lolllll)

Vamos lá para a frente com isso? Estou disponível para o que quiserem... não sei é fazer essas petições online: quem se voluntaria?

Helena disse...

Atenção que isto de petição poderia expôr demasiado o Moeda e, acreditem ele se sentiria mal. Talvez se pudesse fazer uma chamada de atenção mais discreta mas, com muita força - nomeadamente nos meios de comunicação de referência ou até através de dois representantes dos deputados dos partidos mais representados no parlamento para que exigissem a tomada de medidas. Quanto ao Moeda todos o queremos ouvir mas certamente de outras coisas e não do que se calhar o está a deixar triste. Ele que viva por muito e foi bom ter conhecido assim alguém.Ele é um lider da juventude caboverdiana.

Anónimo disse...

É caso para dizer- "Eu quero ser o Vital Moeda!"

hp hip hurra!!!!!!!!!!

João Branco disse...

Bem, para o mal ou para o bem, a petição já está a rolar e de que maneira!

Só espero que o Vital Moeda compreenda que isto vai muito além dele, enquanto pessoa, mas que se pode transformar num movimento de demonstração de força da sociedade civil cabo-verdiana, que pensávamos adormecida... Será que está?

Pedro disse...

Um contributo apenas. Antes, parabéns ao Moeda. Fico muito contente por ver que os jovens o estão a apoiar. Eu, já cinquentão, igualmente tenho um grupo de amigos que comentamos sempre o trabalho que ele tem feito e para tal tem o seu mérito. O engrandece mais ainda a pessoa que é. O contributo é o seguinte: a petição não deveria ir para a M.Justiça mas, sim, ao Presidente da República ou ao Presidente do Parlamento para evitar conotações e inutilidade do gesto simbólico porque a Ministra de Justiça não poderá intervir. Outra ideia era colocar isto tudo por escrito e mandar publicar e pedir para que seja leito na RTC ou, quem sabe, como alguém já sugeriu no 180.º. Um abraço. A nossa Justiça carece de Jampa que é um exemplo para todas as idades e gerações. Pedro, Manu, Zeca, Tita, Paris, Djosa, Calu, Zefas, Titio, Graça, Mendes, Hipó e ques mãe de casa e fidje também de nos tude escrevé esse msg.

djon disse...

Moeda até esta a contribuir para a arte, trazendo pessoas de outras áreas para o teu blog João como também de servir de exemplo de união dos jovens independentemente de cor partidária.Uma vez ele disse, e bem, na radio que os partidos politicos não são equipas de futebol e que se deve torcer e votar a qualquer custo.Que era preciso ver os programas deles porque um que um dia lá esta a frente na próxima legislação poderia estar outro completamente diferente - aconselhando a seguir os prgramas e não caras. Ele demarca a sua imparcialidade o que é raro de se ver e muito o prestigia. Um bicho raro este Moeda.

ze eduardo disse...

Acho que estes comentários de facto, como disse a Catarina são superiores a qualquer petição. Deviamos servir deles e divulga-los junto ao Parlamento para que possam tomar medidas. Ou, quem sabe, junto a «Casa Branca» pois que, a primeira intervenção publica de moeda foi uma carta dirigida ao Presidente da República a denunciar o estado de (in)justiça de Cabo Verde. Com ele.

João Branco disse...

Zé Eduardo, farei uma compilação dos comentários deste artigo, do referente à petição e enviarei esses dados ao Parlamento, à Presidência da República, à Ministra da Justiça e penso que tem lógica também, à comunicação social. O que pensam?

Mais: qual o prazo que vos parece ideal. Eu sou um mero portador. A causa é de todos nós. Abraço!

gustin disse...

Tenho a certeza que Moeda deve estar a pensar a forma como reagir a isto tudo. A Catarina poderia dizer algo neste sentido. Acho que a petição deveria ser até, o máximo, final desta semana - sexta-feira para depois se fazer o rescaldo final. Tenho o apoio de Jota, Marcelo, Filipa, Tchictha, Morim, Cá, Nande e Joca - maltas de San Vicente, Monte Sossego.

João Branco disse...

Então, se o pessoal concordar, mantenho a petição até Sábado dia 06. Preparo o material para enviar Domingo e Segunda envio esse mesmo material para os eventuais interessados. Parece bem?

luis pedro disse...

Acho q até final de Sexta era bom. Assim seria o marco da semana.

mucin esperte disse...

A maioria aqui é malta jovem ou que escreve do trabalho, logo, sem p.c no Sabado -assim, deveria ser até Sexta porque senão haveria poucas pessoas a escrever Sabado. Não tenho ciumes do Moeda mas, dá inveja ser ele.

mar disse...

O rescaldo devia ser na sexta a tarde - seria um bom tempo. Força Jampa.

João Branco disse...

Até sexta, portanto. O balanço será publicado no Café Margoso no Sábado. Abraço a todos.

euclides disse...

Procurei o Moeda hoje no Tribunal mas, dizem que está de turno e a receber processos urgentes. Morro de curiosidade para lhe perguntar o que ele está a sentir. Já sabem como fazer com os resultados? E, já mobilizaram o people influente para subir a corrente? Catarina, quando vieres ao Sal pago a ti e o Jampa um jantar. Euclides de Santa Maria.

débora disse...

Com todo o carinho para Jampa. Menino bonito, inteligente, humilde e discreto. Pena não ver comentários quanto aos seus fenomenais artigos de opinião ao ASemana e a carta enviada ao Presidente da República com oito páginas. Débora lá de se zona.Uma fã todinha dele, todinha...

alcindo disse...

Ei João, acho que aqui também não actualizaste os comentários - sei de quem escreveu mas, ainda não apareceu.Aquele abraço.

João Branco disse...

Alcindo, todos os comentários enviados foram publicados. Todos, sem excepção.

alcindo disse...

Ups! Então vou ver se souberam enviar. Aquele abraço. Estás a fazer um bom trabalho João. Ah, como aparece o meu nome em azul como o teu e da Catarina?

João Branco disse...

Alcindo, o azul aparece para quem é membro da Google e tem um perfil. É muito fácil de fazer. É só ir ao Google e inscrever-te. Depois editas o teu perfil. Se reparares, os nomes a azul dão para um link que corresponde ao perfil de cada um. Abraço!