Café Documental

2 Comments


Depois do concerto de Tito Paris com a Orquestra Metropolitana de Lisboa falou-se da possibilidade de Cabo Verde iniciar um trabalho de base para poder vir a ter a sua própria orquestra sinfónica. Exemplos de programas sociais ligados ao campo musical há vários, um pouco por todo o mundo, mas talvez o exemplo da Venezuela seja um dos mais exemplares. O Arco da Velha deu o mote e aqui fica a sugestão: ver o documentário "The Promise of Music" realizado por Enrique Sánchez Lansch, que revela os bastidores de uma ideia de sucesso: a Orquestra Sinfónica Simón Bolívar.

A ideia foi lançada nos anos 70 por José António Abreu, um professor de Economia e músico amador, propondo este um projecto simultaneamente musical e de apoio social. "El Sistema" (abreviação popular para Fundación del Estado para el Sistema Nacional de las Orquestras Juveniles e Infantiles de Venezuela) é um programa que, desde então, procura auxiliar jovens nascidos em famílias com dificuldades económicas extremas. A ajuda chega na forma de um programa gratuito de ensino musical, a cada jovem atribuindo um instrumento e, desde logo, um lugar numa orquestra. Os mais novos iniciam o seu percurso de aprendizagem em orquestras infantis, evoluindo (com a idade e a técnica) para orquestras juvenis. Escolhidos entre os melhores das diversas orquestras espalhadas pelo país, os músicos da Orquestra Sinfónica Simón Bolívar representam o topo deste "sistema" de ensino. Alguns destes músicos tocam hoje nas principais orquestras mundiais.

El Sistema envolve hoje cem mil jovens venezuelanos, divididos entre perto de 200 orquestras infantis e juvenis. A vontade de fazer o filme surgiu quando o realizador conheceu Edicson Ruiz, que recentemente havia sido contratado pela Filarmónica de Berlim. As histórias do "sistema" e da Simón Bolívar, que o contrabaixista lhe contou, pediam que alguém as revelasse ao mundo.

E foi isso o que Enrique Sánchez Lansch fez. Partiu para a Venezuela, começando por visitar o Centro, num bairro pobre de Caracas, que é sede de trabalhos, partindo depois para cidades de província, para conhecer as orquestras na base de todo este projecto. Com mais curiosidade pelas histórias de vida dos músicos que encontra, que pelas obras que interpretam, o filme apresenta-nos casos de jovens que encontraram na música uma profissão que nunca haviam imaginado antes de lhes ser entregue um primeiro instrumento. The Promise of Music acompanha ainda a orquestra numa viagem à Europa, para uma actuação em Bona, na Beethoven-Halle.

Já agora, quem conseguir mandar-me o filme, adorava tê-lo para mostrar ao maior número possível de pessoas. Depois da montagem de peças de Shakespeare nas cadeias (revelado aqui), chega a Orquestra dos pobres, mostrando que há sempre lugar para a educação artística. Haja quem queira apostar, promover e investir numa área cada vez mais essencial.

Fonte: aqui




You may also like

2 comentários:

Anónimo disse...

Creio que, em Cabo Verde, um projecto similar esbarraria desde logo no preço exorbitante dos instrumentos musicais.

A não ser que os subsídios (públicos e privados) destinados e atribuídos aos "Festivais" tivessem outro encaminhamento...!

a) RB, anónimo por obrigação

João Branco disse...

Pois, pois...