Café Cinematográfico

6 Comments




Há filmes que nos fazem apaixonar. "Ligações Perigosas", do realizador inglês Stephen Frears, é um deles. Um filme de 1988, ou seja, com mais de 20 anos (já passou assim tanto tempo?!). Ficamos apaixonados pela qualidade da realização, da direcção de arte, do guarda roupa, do argumento e, fundamentalmente, da interpretação. Nunca Glenn Glose foi tão maquiavélica, nem John Malkovich tão sedutor. Tanto um como outro terão tido aqui as melhores interpretações das suas carreiras. Num filme onde também aparecem, ainda verdes, Uma Thurman e Keanu Reeves.

Ah, e ficamos apaixonados, de forma absolutamente arrebatadora pela própria Michelle Pfeiffer que sofre como uma condenada, sofre primeiro para resistir, depois sofre para se penitenciar. Nunca o sofrimento pelo amor foi tão puro e tão belo. Até hoje, já lá vão 20 anos.




You may also like

6 comentários:

Eileen disse...

"It's beyond my control! It's beyond my control!", diazia Malkovich na cena do filme que mais me marcou...

Joao Henriques disse...

Lá me "obrigas" a rever este magnífico filme.

João Branco disse...

Eileen, é isso mesmo! Que cena!!!! Coitada da Michelle! hahaha

João, só te vai fazer bem... hehehe

Cuca disse...

Também um dos meus filmes de eleição.

Ariane Morais-Abreu disse...

O texto!! A intemporalidade da escrita de Choderlos de Laclos...

João Branco disse...

Será dos poucos exemplos em que o cinema consegue responder à exigência da literatura que lhe esteve na origem? Pergunto, porque não conheço o romance original!