Cafeína: voltar à política

2 Comments


"A verdade é que também não podemos esperar tudo dos políticos, muito menos que tenham respostas prontas a servir. Talvez esta seja uma boa ocasião para escutarmos melhor quem estuda os problemas nas universidades, quem analisa as grandes questões do nosso dia-a-dia. Ou seja: se os políticos não querem discutir política, se os partidos são - como é cada vez mais evidente - coisa pouco interessante, talvez seja necessário voltar ao princípio, voltarmos a interessar-nos pela política, pela res publica, participando, discutindo e obrigando os partidos a mudar. É que sem eles não temos grandes hipóteses de sucesso. É preciso que todos voltemos à política."

José Leite Pereira, aqui




You may also like

2 comentários:

Manu Moreno disse...

Tou em pleno acordo Djonsa!!

No nosso regime democratico
Exige-se:
Processos i discursos
Descursos didaticos pelo
Imperativo de responsabilidade
Exige-se:
A equidade i integridade no territorio com a participação de todos, com sacrificios para todos
I venceremos promovendo os caboverdeanos

Para ultrapassarmos as dificuldades:
Precisamos dos nossos recursos(MORABEZA)
Do nosso patriotismo i recursos humanos
A uma demokracia real
Não a uma demokracia facial
Não a uma demokracia filial
Mas sim a uma demokracia social

Precisamos urgentemente
De mentes que não mentem
De homens que se entendem
Precisamos de uma economia:
Sustentada, mais equitativa
i que todas as ilhas se respirem
A um mesmo pulmão
para trabalharem com vontade
i com alegria no coração

O nosso paraiso é pequenenina
Mas não podemos criar facilitismo
A uma minoria politica
i esquecer a maioria das familias
preocupadas i cheios de deficuldades.

Viva a MORABEZA politika!!!!
Kel abçom di kuraçom
ManuMoreno

João Branco disse...

Muito bem, Manu, como de costume! Kel abrasu xeiu de morabeza.