Nunca entregues todo o coração

8 Comments




      Nunca entregues todo o coração, pois não vale
      Muito a pena pensar no amor
      De mulheres apaixonadas desde que firme
      Nos pareça, e nunca elas imaginem
      Quanto vai definhando de beijo para beijo,
      Pois tudo o que nos seduz mais não é
      Do que fugaz deleite, doce e sonhador.

      Oh, nunca entregues o coração completamente
      Pois elas, por mais que os suaves lábios o afirmem,
      Entregaram ao jogo os seus corações.
      E quem poderá ainda jogar bem
      Se estiver surdo, mudo e cego de amor?

      Aquele que fez isto sabe o quanto custa
      Pois entregou todo o coração e perdeu.


      W.B. Yeats


      Imagem: Ingrid Bergman in «Notorius»




You may also like

8 comentários:

Kuskas disse...

O homem que escreveu este poema, o YEATS conhecia muito bem as mulheres.

Coitado do homem que entregar todo o coração, pois estará feito na mão da mulher.

Palavra de mulher

João Branco disse...

Oh Kuskas, tu lá sabes o que dizes (e o que andas por aí a fazer... hehe)

Kuskas disse...

ahahahah até que sou boazinha. Mas reconheço que as mulheres podem ser mais "abusadas" que os homens, quando acontece de serem amadas mais do que amam.

Apesar de se achar que são os homens os "ka presta" os "que fazem sofrer", considero-os umas manteigas derretidas ....

João Branco disse...

Deve ser porque tu é que és muito (demasiado?) quente, não? hehe

Kuskas disse...

ahahahahah quem me dera. A vida infelizmente encarrega-se as vezes de nos transformar/fazer em pessoas menos quentes

fernandot disse...

Hoje de manhã, ao acordar,
vi o teu lugar vazio, eu estava só.
Procurei por ti, só por ti chamei!
Só de ti encontrei esta curta carta,
em que só dizes,
adeus.

in - "As coisas que as canetas trazem lá dentro"

João Branco disse...

Excelente, de novo.

MYA disse...

Ora komentario tipo Kaustika:
Yeats machista e corno.