DDM 21 - Eleitor

10 Comments





Dicionário do Diabo Margoso

Eleitor
Indivíduo que goza do previlégio sagrado
de votar numa pessoa que foi escolhida
por outra pessoa.

Ambrose Bierce







You may also like

10 comentários:

Teatrakacia disse...

Ya. Tem que ser mesmo assim, porque o eleitor não tem a maturidade e o dom de ir descobrir os potenciais candidatos... (hehehe)
Tchá

João Branco disse...

Dizes tu e dizem eles. Mas quem é que tem esse «maturómetro» e quem o controla?

Kuskas disse...

este fim de semana quase fui linchada por colegas que acharam o absurdo quando lhes disse que não vou a comicios, não uso chapeu/camisola/ outra coisa qualquer de candidato algum ...
perguntaram como é que então eu ia saber em quem devo/vou votar.

Eu perguntei-lhes se por acaso eles já tinham lido/pedido a plataforma eleitoral dos candidatos...
Plataforma eleitoral????? - disseram - tás mesmo passada se achas que as pessoas votam por causa de plataformas eleitorais.

Por isso dou razão ao Tchá....

João Branco disse...

Pois... nem vale a pena dizer muito mais. O comment da Kuskas diz bastante.

Alex disse...

Há quem diga que o ELEITOR é o parvo do negócio. O bombo da festa. Não sei bem porquê?
Kuskas tem razão. Se há coisa que ELEITOR não pode reclamar para si, é que FOI ENGANADO, que lhe ENFIARAM A CARAPUÇA (a camisola, o avental o saco plástico, etc), e que NÃO SABIA. Pior que político desonesto, é o ELEITOR VÍTIMA. Detesto-os! E no entanto são eles que decidem quem ganha e quem perde. Numa frase: são eles quem decide QUEM NOS GOVERNA!
ZC

João Branco disse...

Pois, por isso sou radicalmente contra a abstenção. Quem não vai votar não tem direito à palavra ou ao protesto. Se não gosta do que vê, faz e aplica o único voto de protesto possivel e válido, democraticamente: o voto em branco.

Alex disse...

Já vi que andaste a ler o Saramago! Ah,ah,ah,!!!
Olha que se a coisa pega!..
ZC

João Branco disse...

Olha, nem me tinha lembrado disso! Para quem nao leu, que leia: «Ensaio sobre a Lucidez». Brilhante romance do nobel Saramago.

Anónimo disse...

João, é isso mesmo. Só se deve "queixar" quem participa e se sente defraudado, ou quem declara o seu protesto! O voto é um direito e em democracia acredito que se trata de um dever! Mas, pelo menos aqui em Portugal já há muito que se deixou de acreditar e tão pouco PROTESTAR e, a bem da verdade, ninguém faz por nos levar a participar ou sequer a ter vontade de o fazer. Que pasmaceira politica se passa aqui!!!

João Branco disse...

Há pasmaceira e pasmaceira. Aqui estamos em plena campanha eleitoral, mas se medirmos o conteúdo das intervenções, ficamos assustados com o grau de seriedade, interesse ou criatividade que anda por aqui.