Mural da Clarice

4 Comments






















Clarice Lispector nasceu num navio, quando os seus pais imigravam da Ucrânia para o Brasil, e mesmo pisando em solo brasileiro, o espírito de Clarice é livre, pois a sua nacionalidade é a do mar, a das águas que banham continentes e regram florestas e plantações. Porque hoje é Domingo, dia de Mural, esta é uma singela homenagem a uma das maiores poetisas e escritoras da literatura brasileira. As suas palavras são do mundo ao mesmo tempo que são minhas, são tuas e de quem estiver pronto e disponível para se banhar nesse mar de poesias, sentimentos e palavras, como ela definiu nesta frase: “Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.” Para todos aqueles que não tem medo de viver. Para ti, em especial.




You may also like

4 comentários:

JonDays disse...

Obrigado João... Esse " Para ti, em especial. " é para mim, não é? Muito obrigado... :))

zito azevedo disse...

Clarice é como se não tivesse nascido em parte nenhuma e, como diria António Variações, só está bem onde não está...Se calhar, se tivesse nascido nalgum lugar, talvez melhor que a liberdade só a morte!
Zito

zito azevedo disse...

...se tivesse nascido nalgum lugar,talvez SENTISSE QUE melhor que a liberdade só a morte!
Zito

elis disse...

Ela é o que é e ponto.
Uso sempre frases de clarice na minha vida,já nem sei mais se sou infleênciada por ela ou ela por mim...
Vou deixar a minha do momento aqui..quem sabe como um conselho:
"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."

clarice lispector