Café Curto trocando de lâmpadas

2 Comments




É preciso falar também quando algo de (muito) bom acontece. E neste caso, é preciso falar da campanha que está a decorrer a nível nacional para a troca de lâmpadas tradicionais por lâmpadas economizadoras. Hoje, na cidade do Mindelo, em plena rua de Lisboa, qualquer cidadão que levar uma lâmpada, em troca é-lhe ofertada uma economizadora, que no mercado custa entre 300 a 400 escudos. E de graça. Uma boa medida do Ministério da Economia. Na minha casa já não se usa outra coisa.

Lembrar ainda que, mesmo sendo mais caras, feita as contas, o custo total de uma lâmpada economizadora é mais barata porque consome menos energia e dura muito mais tempo do que a lâmpada incandescente. Estas lâmpadas encaixam nos mesmos candeeiros que as mais antigas, por isso não é necessário de comprar novos candeeiros ou adaptadores para poder beneficiar das reduções dos custos energéticos.

A grande vantagem das lâmpadas economizadoras é a duração total de horas que conseguem iluminar, sem se estragarem. Os valores podem ultrapassar as 10 mil horas, o que corresponde a mais de 5 anos de utilização média. Além disso, estas lâmpadas têm uma eficiência energética A ou B, o que faz delas muito mais amigas do ambiente.

E vocês, já trocaram as vossas lâmpadas?

P.S. Ter recebido uma conta monumental da Electra, também ajudou a que tomasse uma atitude, tenho que admitir!




You may also like

2 comentários:

zito azevedo disse...

Há mais de seis anos que funciono com lampadas economizadoras com a vantagem adicional de pouco aquecerem. O investimento inicial que fiz já foi amplamente compensado com a brutal redução da conta da electricidade. É bom não esquecer, por exemplo, que uma esferica grande que consuma 25W oferece 125W de luz e dura tanto como oito lampadas de 125 incandescentes...Poupar 80% de energia não é brincadeira!

Amílcar Tavares disse...

Também já o fiz e ando satisfeito com a opção, assim como gostei do fim das lâmpadas incandescentes na Europa.