Café com Clarice (mais um)

3 Comments




Ela, Clarice Lispector, escreveu assim:

"Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas. Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos."

Definitivamente, tenho que inventar uma peça de teatro para colocar algo do que esta extraordinária escritora de dimensão planetária deixou escrito para deleito dos que por cá ficaram.




You may also like

3 comentários:

ManuMoreno disse...

e eu, sou um extremo nato...!!!
ManuMoreno
KelAbxomDiKuraxom!!!

Sarabudja disse...

http://sarabudjadeideias.blogspot.com/2009/10/esta-loucura-so-pode-ter-uma-boa-razao.html

zito azevedo disse...

Quantos desdobramentos de personalidade serão necessários para ser tudo de todas as coisas?