Romance Fragmentado 03

6 Comments




Às vezes bastava um olhar distraído, e pronto, aquele olhar quer dizer algo, não pode ter sido obra do acaso, eu e ela aqui no mesmo lugar, qual a probabilidade de dois seres humanos se encontrarem assim, e mais do que isso, verem os seus olhares se cruzarem tão magnificamente, algo está para acontecer. A maioria das vezes não acontecia nada, logo se percebia que a mulher estava a olhar para um homem imediatamente atrás dele, que acenava com a mão, e rapidamente se desfazia o equívoco e a ilusão de que uma louca história de amor estaria para acontecer. Mas muitas outras vezes o desenlace não era assim tão simples. Poderia mesmo acontecer que acabasse por conhecer essa mulher do olhar fulminante, beber um copo, conversar um pouco. Nada mais natural. Mas para este homem não. Logo pensava em mil e uma coincidências, obras do acaso, o destino brincando com as nossas vidas, o teu signo combina com o meu, nasceste no mesmo dia que o meu maior amigo, incrível, pode lá ser uma coisa dessas, depois os gostos que coincidem, a música e o cinema, quando a conversa chega aos livros, então o caso torna-se mesmo sério, é mais dificil encontrar nesta terra alguém que se interesse por leitura do que estarmos no supermercado e darmos de cara com a nossa alma gémea.




You may also like

6 comentários:

Kuskas disse...

Oh João
Lendo este teu fragmento lembro de uma amiga que vive buzinando nos meus ouvidos que preciso sonhar mais, apaixonar-me mais, viver mais....

Para ela o facto de um homem olhar mais do que duas vezes para mim, é razão para eu ficar a imaginar que só pode ser o destino a colocar-me um romance no caminho ....

Gostei do fragmento :-)
Acho que preciso sonhar mais eheheheh

João Branco disse...

Sonhar nunca fez mal a ninguém, antes pelo contrário. O problema é quando acordamos para a realidade, não é? hehe

rcv disse...

O olhar correspondido, mesmo que com ar de 'distraído'... é a melhor forma de 'penetrar' no sexo oposto. Penetrar marcando. Confesso que a experiência me diz que a melhor forma de 'conhecer' uma mulher, é pelo olhar. É algo magnífico! Dá-me a impressão de que é o mesmo quando dois computadores entram em rede... e mais do que isso, se sincronizam...
(nem mais!)
Tchá

Sara disse...

pegaste num olhar..depois foste navegando docemente....e depois tiraste a triste conclusão:
A gente não é muito chegado a leitura???ehehehe
Era isto??

João Branco disse...

Moss Tchá, bô hoj bo ta inspirod!

Sara, cada um (des)fragmenta-se como muito bem entender...hehe

Natasha disse...

ha=)) ess estrato so lembram um livro " a insustentavel leveza do ser"=))