Um café com o M. da Cultura

7 Comments


Soube disto pelo Djinho, do Som di Santiagu, fui visitar e fiquei espantado!

Estórea, estórea... o Ministério da Cultura de Cabo Verde tem um site próprio. E muito bem concebido, diga-se de passagem. Desenvolvido pela empresa Prime Consulting, o site permite consultas e informações sobre as principais iniciativas do Governo na área cultural e desta forma tentar entender qual é a política cultural que andou a ser implementada nos últimos anos em Cabo Verde.

Ficamos a saber, por exemplo, através do organigrama do Ministério da Cultura que é colocado à disposição dos visitantes, que a estrutura organizativa do Ministério contempla, entre outras coisas, um Fundo Autónomo de Apoio à Cultura ou uma Delegação Regional da Cultura de S. Vicente.

O tal Fundo, para quem não sabe ou já não se lembra (o que é perfeitamente natural) foi anunciado com pompa e circunstância no início da primeira legislatura do actual Governo (há cerca de 7 anos, portanto), e hoje o que se pode ler no referido documento é que «não foi ainda dotado de meios humanos, materiais e financeiros necessários à sua estruturação e ao seu funcionamento.» Nada de novo, portanto.

Quanto à Delegação Regional, que eu não sabia que tinha existência jurídica e/ou legal - e fiquei muito satisfeito por sabê-lo - «não se encontra ainda estruturada, criando com isso um vazio estrutural e organizacional que se impõe ultrapassar com urgência.» Como o documento não tem data, ficamos sem saber qual a real noção de «urgência» do actual Ministério da Cultura, mas penso que esta admissão pública da existência desta lacuna é um excelente passo para a resolução da mesma. Quando, não se sabe, é um mistério.

Finalmente, só pela consulta do referido documento, ficamos a saber que nenhuma das estruturas físicas do Ministério - Palácio Ildo Lobo, Centro Cultural do Mindelo, Museu da Tabanca, Auditório Jorge Barbosa ou Museu da Resistência do Tarrafal - tem existência jurídica, o que pressupõe uma urgência enorme na revisão geral de toda a orgânica do MC de modo a incluir estas importantes infraestruturas.

O site tem ainda uma secção de notícias relacionadas com o Ministério da Cultura, uma secção dedicada a Associações (vazia), uma agenda cultural, entre outras. Com uma excelente apreesntação gráfica permite-nos, entre outras coisas, estar mais bem informado na hora de falar desta coisa complicada que é a política cultural.

Excelente, pois, esta iniciativa. Só não se percebe porque é tão pouco divulgada, demonstrando mais uma vez, que em termos de comunicação, o gabinete do MC deixa muito a desejar.



Ah! Antes que me esqueça, aqui fica o endereço: http://www.cultura.gov.cv/




You may also like

7 comentários:

Neu Lopes disse...

A net serve para informar muita coisa para os desinformados como muitos de nós. É basta haver algo na internet que o resto já não conta. Nada como realmente!

Paulo Santos disse...

hauahuahauhauahuahuah!!!!!!

João Branco disse...

Neu, acho muito importante que o Ministério da Cultura tenha o seu site, onde, naturalmente, publica o que bem lhe apetecer. Cada um, em nossa casa, no nosso blogue, coloca e decora o que muito bem entender. Cada um de nós é que tem que ter a inteligência de filtrar a muita informação que há por aí.

Paulo, não entendi. Estás a rir ou a chorar. Ou é da emoção?

Katy disse...

Em nossa casa, podemos escrever o que bem nos entender. No entanto, num site da Cultura, é importante ter uma base de dados dos artistas plásticos, músicos, grupos de teatro, grupos culturais... O MC tem de nos mostrar quem realmente faz a cultura em Cabo Verde.
Por exemplo:
http://www.artafrica.info/html/paises/caboverde.php. Fica a sugestão

João Branco disse...

Katy, acho a tua sugestão bastante pertinente. Mas duvido que o MC tenha uma base de dados pronta para ser publicada. Se tiver, pois muito bem, que sigam a tua sugestão!

djoyamado disse...

Oi JB

Para conseguir saber o endereço do Site do Ministério da Cultura tive que ir ao "Google" e fazer uma pesquisa para chegar a este teu post e, finalmente, ter acesso a essa informação, pois, curiosamente, na página do Governo ainda não se incluiu o link da Web Site do Ministério da Cultura!!!

Obrigado por mais esta prestação de serviço.

um abraço.

João Branco disse...

Djoy! E tu, por onde andas? Abraço!