Cafeína

5 Comments


Os Truques do Discurso Político

«Parecemos estupefactos ao ver a multidão ser conduzida por meros sons, mas devemos lembrar-nos que, se os sons operam milagres, é sempre graças à ignorância. A influência dos nomes está na proporção exacta da falta de conhecimento. De facto, até onde tenho observado, na política, mais que em qualquer outra área, quando os homens carecem de alguns princípios fundamentais e científicos aos quais recorrer, eles tornam-se aptos a ter o seu entendimento manipulado por frases hipócritas e termos desprovidos de sentido, dos quais todos os partidos em qualquer nação têm um vocabulário.»

William Paley, in "The Principles of Moral and Political Philosophy"


Imagem: fotografia de David Nightingale, «Lost and Foud»




You may also like

5 comentários:

Anónimo disse...

Jonas, que curso é que tens mesmo?

O teu grande amigo,
Victor.

Reisman Alianças e Jóias disse...

Parabens pelo Blog! Muito bom!

Abrs,
Reisman

João Branco disse...

Victor, a que propósito? Podes consultar no meu curriculo, aí mesmo em cima...

Reisman, obrigado e volta sempre.

xaquitim disse...

Boas João,
oportuno este tema, "as usual". Isto da manipulação pelo discurso está complicado, até porque muitos dos nossos ouvintes (os votantes ou até os proprios politicos) têm um nível de cultura não muito, digamos, adequado para conseguirem rebater e filtrar as "armadilhas" que são proferidas. Não sei se vem a propósito mas ultimamente tem havido uma profusão de termos que de repente todos passam a usar, tais como "empowerment", "coisa pública", etc...Não sei se é só quando o ouvinte é pobre de princípios ou se na verdade acabamos todos indicriminadamente por sermos de alguma forma manipulados por aquilo que ouvimos. Por isso, é que a educação (sentido lato) deveria ter mais valor por aqui do que lhe é dado na realidade. Saber ouvir e o que ouvir, saber falar e o que dizer, etc, etc. Como exemplo, sempre gosto de falar da nossa TCV, devido às perolas visuais e auditivas que (deixam que) nos adentram pela sala. Abraços

João Branco disse...

Excelente comment!