Constatação Margosa

4 Comments


O Abraão fala de incêndios e sensibilidades à flôr da pele. Não concordo. Acho é que não estamos habituados ao debate, à controvérsia, ao confronto de ideias, aberto e descomplexado. Cada um diz a sua verdade, e pouco tempos depois, sem parar para pensar ou reflectir, estamos todos a insultar-nos uns aos outros. Prova da nossa imaturidade enquanto cidadãos?

É pena...




You may also like

4 comentários:

Anónimo disse...

Tentei, sem sucesso, votar no inquérito da coluna da esquerda. Votei no "Genial" (lol), e eis que o browser surpreende-me com "Cannot process request".

Isto parece até "The Moment of Truth"

Anónimo disse...

João,
está aqui um conjunto de questões que a malta não quer chamar os nomes. É verdade que alguns jornalistas não fazem a trabalho como deve ser, sim! Dão graxa, fretes, escondem questões fulcrais sim, mas que há jornalistas estrangeiros que espraiam preconceitos que o Tchá teve a hombridade de apontar um por um nos seus comments isto também é verdade! Tens razão em muitos argumentos que apresentas sim! Mas por outro lado perdes a razão e com alguma "arrogância" achas que Filinto Elísio, ele sim é civilizado e dá uma resposta (que até concordo) como deve ser por ter defendido ideias iguais aos teus. Achas que o Tchá foi “incapaz” de fazer sua análise critica ao post da Margarida. Nunca falas do outro lado da coisa, tentas fugir ao que o Tchá identificou como frases preconceituosas, enfim, não queria entrar nesse debate mas não resisti. Para mi tu JB és um cabo-verdiano sim, porque assumes esta terra como tua, vives os problemas do nosso pais como teus, e já deste muito para o desenvolvimento do pais, mas tenho de dizer que às vezes tens umas “saídas” que não te ficam bem, especificamente fazes de vez em quando comentários infelizes, como o de chamar os anónimos de “pouco inteligente” etc., e tal. Acho que há nervos à “flor da pele” por aí sim! E alguns viram os limites da “coisa” (Será isso Abraão?). Estamos aqui para aprender com os outros meus caros. Ter o espírito crítico não nos faz de maneira nenhuma superior aos que não fazem critica, ou aos que não mostram o outro lado do nosso querido e amado país.
J.J.Fonseca.

cril xitióde que intchadores disse...

a continuar, temos um messias..

ups,
um guru..

também vais-nos ensinar a ser maduro não é?!
em inglês: ba toca lata, moss

(http://ojornaldahiena.wordpress.com/2008/10/10/the-blogmade-in-cv-guru/)

mas,
se calhar a culpa nem é tua..
mais culpa de quem tem andado a te dar trela "pa li"

João Branco disse...

Anónimo I, olha que não fui eu. Aqui está um caso em que a expressão, «ironia do destino» se aplica que nem uma luva.

JJF, li oteu comentário com toda a consideração e concordo com a maior parte. Esta constatação também se aplica à minha pessoa, naturalmente. Vou certamente, aprender com este caso, como procuro aprender sempre. Abraço fraterno

Anónimo II, está bem. Fica à vontade. É um prazer verificar que continuas a visitar o blogue do Guru pretensioso! E como é natural, cada comentário é o retrato de quem o faz. E que belas fotos que vc tem deixado por aqui...