Quando o telefone toca

2 Comments



Sarah Palin, que como se sabe é candidata republicana à vice-presidência dos Estados Unidos e também não gosta nada de homosexuais, caiu numa brincadeira de um actor do Canadá - Sebastien Trudel - que se fez passar pelo presidente francês, Nicholas Sarkozy, numa conversa transmitida em directo, num programa de rádio local. Ontem ouvi a conversa no noticiário da RTP e quase ia caindo da cadeira de tanto rir.

A conversa, durou seis minutos (!), e entre muitos outros assuntos, Sarah Palin agradeceu ao presidente francês ter-lhe telefonado. Ela «e John McCain amavam Sarkozy», confessou, radiante com aquele telefonema. Com a difusão que esta conversa tem tido, até aposto que o presidente francês, o verdadeiro, acabe mesmo por lhe telefonar e obrigar a esposa Carla Bruni a compôr uma musiquinha de consolação...

A candidata abordou vários temas com o falso Sarkozy. Falaram sobre as eleições americanas, Carla Bruni e, ainda, quando poderiam ir à caça juntos. Durante a pequena conversa o comediante disse a Palin que a via como presidente dos Estados Unidos, ao que esta respondeu: «Quem sabe daqui a oito anos». Cruz credo!

Mas a parte mais hilariante é quando o actor/Sarkozy lhe diz algo como «eu não entendi ainda muito bem esse fenómeno do Joe, the Plumer... Ele é o quê, seu marido?»

Ouça a chamada falsa





You may also like

2 comentários:

Neu Lopes disse...

Tout a fait hilariante, Messieur Jean Blanc. Ehehehe

João Branco disse...

Sem dúvida. Nem imaginas o que eu me rio cada vez que ouço isto!