Um Café com... a Bolha

28 Comments



A cidade do Mindelo está a ferver com esta coisa esquisita que é conhecida como «o jogo da bolha». Empresários, professores, estudantes, altos dirigentes, directores gerais e malta um pouco mais remediada, anda tudo com a cabeça à roda com um esquema que faz com que um investimento de 30 contos, se multiplique por 8, em poucos dias.

Como funciona? Um espertalhão arranja dois amigos. Cada um deles consegue mais dois jogadores e este grupo de sete pessoas é o núcleo inicial. Depois, cada um deles, dos quatro do último grupo, capta duas pessoas que entram para a Bolha pagando uma importância que pode variar. No Mindelo tem-se jogado com 30 contos de cada vez. Quando entrarem as oito pessoas, se cada uma tiver pago 30 contos, o espertalhão da ideia inicial recebe 240 contos e sai do jogo. Então os dois jogadores seguintes dividem a Bolha inicial em duas, ficam no seu centro e o ciclo recomeça. Quando uma bolha tiver mais oito pessoas aderentes, a que está no centro sai, leva o dinheiro, os outros avançam para o centro e assim indefinidamente. Simples, rápido, com lucro garantido e sem impostos!


O fenómeno está a alastrar na cidade do Mindelo como fogo em gasolina. Mas corre o risco de colapso. É que isto funciona como uma progressão geométrica, e não vai tardar muito para que não haja mais gente para entrar no esquema. E quando isso acontecer muitos poderão perder milhares de contos. Basta pensar que, para uma pessoa ganhar, estão 16 a contribuir e que as bolhas se multiplicam cada vez mais. Não há cheques, nem recibos. Resta apenas uma grande dose de confiança de que tudo vai correr bem. Por enquanto, está toda a gente a ganhar. Ou quem perdeu ainda não falou.

Como lembrou Carlos Veiga no grande debate, o mito dos valores como mérito, o esforço, o trabalho que marcaram toda a saga do cabo-verdiano precisam ser recuperados. Só que esquemas como este, que está a deixar a cidade do Mindelo enlouquecida, é um claro sinal de que o pessoal não quer trabalhar, e que o dinheiro, quanto mais fácil, melhor!

O grande problema vai ser quando quem deu o seu dinheiro não o receber de volta (e há gente a jogar todo o seu ordenado ou a pedir emprestado para entrar no esquema), porque a bolha, mais tarde ou mais cedo, vai rebentar. E depois?




You may also like

28 comentários:

Virgílio Brandão disse...

A «pirâmide» chegou na terra?

É uma das burlas mais sofisticadas de sempre.

Ao que fazer? A ganância tem os seus custos.

Abraço fraterno

João Branco disse...

Isto vai acabar mal, Virgilio, vai mesmo...

Redy Wilson Lima disse...

E mais ou menos assim começou a crise mundial.

Anónimo disse...

...a piramide = matematica e cassubodi , no seu melhor ...

Neu Lopes disse...

É como diz a coladeira do M. d'Novas: "êl dzê qu'êl trazel um carrim sport pas bai pa baía, pas bai pa caiau, pas bai pa são pedro. Um vrá pa ês um dzês: tambem pa bsôt sbi pa lua. Ma cónde bocês tchê oiá cma munde ti ta bem cabá"

Cheira-me a esturro importado!

Anónimo disse...

Há cerca de 2 anos o mesmo esquema foi trazido aqui, na cidade de Boston,pela comunidade caboverdiana, e várias pessoas ficaram fascinada pela ideia
de dinheiro fácil e muitas pessoas entraram no jogo. O esquema era parecido e a quantia necessaria era de $1.000 (isso mesmo) e depois teria que
trazer mas 8 (se não estou em erro) para receber $5000. No inicío muitas pessoas receberam o valor prometido, e assim o jogo foi ganhando a confiança de várias outras pessoas, inclusivo eu. O Meu erro é que passei muito tempo a discutir com outras pessoas que matematicamente isso era impossível de controlar (se tivesse jogado antes talvez tinha recebido - LOL), mas pela insistencia de familiares que não conseguiam arranjar pessoas para entrar no jogo, acabei por aceitar, e so no caso não fosse beneficiado, alguém da família seria. Passado menos de uma semana, o esperado aconteceu. As pessoas com dificuldade em arranjar novas pessoas para entrar no jogo e com medo de perder o seu dinheiro, comencaram a irem com frequência ao local do jogo exigir o seu dinheiro de volta. Claro que não havia dinheiro para devolver porque foram distribuidos aos que entraram antes no jogo. Para complicar ainda mais, as pessoas que estavam a frente de tudo isso trabalhavam numa instituição ONG, e embora a instituição nada tinha a ver com o jogo, inspirava nas pessoas mais confiança sobre a seguridade do jogo. Resultado Final: O esquema foi denunciado no tribunal, as pessoas que organizaram tudo isso foram acusados de organização ilegal de jogos de lotaria, a instituição foi encerrada temporariamente, e todos os trabalhadores envolvidos no esquema foram despedidos. Eu, como muitos outros, tivemos que contentar com o prejuizo no bolso. Tenho conhecimento de familias que perderam $4000 ou mais. Já agora se tiveram qualquer familiares em Boston ou Brockton, telefone e pergunte sobre isso.
O esquema deveria ser denunciado antes que traga maiores desabores a muitos como aconteceu aqui em Boston.

Anónimo disse...

Após ler o teu post vi (quando fiz o comentário anterior nao tinha lido até ao fim)que o sistema é o mesmo, copy/paste. VAI DAR PREJUÍZO. Vai ser o Wall Street do Mindelo.

Duky disse...

Interessante que hoje ouvi falar desse jogo e questionava quem ia ficar perdendo, pq ha sempre perdedores.
Eu acredito também, que cd vez mais se quer mais com menos. Mais dinheiro/fama/proveito, com menos trabalho/suor/cansaço.
enfim...

Sisi disse...

Também quando li isto fiquei com esta sensação...isto não vai acabar bem de certeza.

Teatrakacia disse...

Totalmente de acordo com o que 'isto' faz à cabeça das pessoas! A ganância para o 'dinheiro fácil', sem esforço nenhum a não ser 'levar' os trinta contos parcelados em três dias seguidos de dez mil... seguido de um quarto dia milagroso... está a 'preencher' as cabeças de gente que, muita das vezes, tem o primeiro contacto com 'tantas notas juntas'. A ganância leva ao vício... (o país é bem pequeno) e regressam dias depois à 'pirâmide'. É que por estes dias no Mindelo, 'o dinheiro está muito mais barato, em saldo mesmo'! Do género, 'é uma pechincha! Aproveite! Compre 140 contos, por apenas 30 mil escudos! Dito no bom crioulo, 'Dnhêr ka ta pari!' Então, fica a pergunta: Quem paga os 110 mil que eu ganhei de cada vez que entrei na 'bolha'? Mas Cabo Verde, Joâo, é sempre 'sui generis', na hora da explosão das bolhas, pelo facto de quase todos terem por lá passado, fazendo bem as contas, quase ninguém sai de perda! Pelo facto de, na hora das perdas, já terem ganho esse equivalente (+ ou -) antes. Isto, claro, na melhor das hipóteses.

João Branco disse...

Leiam o testemunho do Anónimo de Bostom. Lá é um local muito maior do que que aqui, e portanto acredito que a «bolha mindelense» vai estourar cedo. E quando isso acontecer... quero ver quem vai pagar o dinheiro que muitos investiram, alguns deles pondo em jogo todo o ordenado e/ou poupanças...

MYA disse...

Aí chama-se bolha, aqui chama-se bola. Estoura sim. Nao é o mesmo conceito da "piramide" embora a estrategia seja semelhante. Neste caso a Bolha é pior que a Piramide. Os valores sao inferiores e temos o factor multiplicaçao, que nao existe na Piramide.
No fundo, acaba por ser praticamente sustentado pelo mesmo: Ganancia e Burrice.

Tenho amigos com as "bolas" entaladas por causa da brincadeira. Lamentavelmente afirmo que nao tenho pena nenhuma deles. Quem procura Acha.

João Branco disse...

Nem mais, Mya. Acertas em cheio na «bolha»!

Anónimo disse...

Quando ouvi falar pela primeira vez neste jogo (um colega convidou-me), disse logo - algo não bate certo…….. E á medida que me explicavam, tentando convencer-me a entrar, mais certeza tinha - não me meto nisto!

A partir daí não parou mais… pessoas que mal conheces convidam-te (telefonam, param-te na rua, insistem…). Parece-me tipo desenhos animado em que vês os cifrões nos olhos das pessoas…...não se pensa, não se vê que está tudo errado e que vai acabar mal?

Muitos já acham a bolha como solução de todos os problemas; outros como a oportunidade para realizar sonhos… Já ouvi dizer «Até o fim do ano estarei com um carro 0km, pago na hora». Há pessoas que já não dormem, com a pressão de arranjar os convidados….. No outro dia alguém comentou «Mi jam tmá dnher d’gent, e tchau….jam ca tem nada a ver»

O que eu digo aos amigos/familiares que me convidam é: «está decidido, vais entrar mesmo; não vou tentar dissuadir-te, mas fá-lo consciente de que é algo ilegal, é um “roubo”, e que vai dar para o torto e não tarda; e por favor não me tentes convencer a alinhar…»

E o que eu digo é que a loucura das pessoas por este jogo, este fechar de olhos, reflecte muito do que somos hoje e ao mesmo tempo nos modela – a ganância, o passar por cima dos outros,a correria por dinheiro fácil e muito mais……

Já estão a surgir novas versões da bolha, há pessoas que emprestam 30 contos para outra pessoa entrar e pedem em troca 70/80 cts... enfim, está uma loucura.

Toda esta correria, "paixão", "criatividade" deveria ser utilizada em outras coisas... tomara as pessoas trabalhassem com o mesmo "feeling" que usam na procura dos convidados e dos 30cts.

Como uma amiga minha disse, se esta bolha fosse boa coisa o mundo já estaria de boa saúde.

Nem quero estar perto quando explodir.....

Abraço***

Vânia

João Branco disse...

Vânia, o teu relato, que é relativo ao Mindelo diz muito da situação actual. Eu acho que isto vai acabar mal, porque vai haver muita gente que não vai conseguir reaver o seu dinheiro...

Anónimo disse...

Já ouvi falar...digo até já fui convidada, mas como vivo na Praia pareceu-me estranho essa "bolha".Disseram-me para enviar 10.000 cve a 1ª , e depois mandaria o resto assim que arranjasse dois "amigos" que poderiam entrar também.Felizmente kum ka kei na ses lábia..Ess pessoal mestê ptá mom na traboi dur...pamo quem ta trabaia ke suor cansode ta pensá mil ness tipo de ganho facil.

João Branco disse...

Anónimo, isto por aqui já está tão dificil, que já andam a recrutar clientes da bolha na capital... ai, ai!

Anónimo disse...

Frases mais engraçadas da A BOLHA:

5º - "Todos saem a ganhar."
4º - "Não tem fim porque o nosso circulo é fechado e formado por pessoas credívies"
3º - "Pastor disse que não é pecado jogar a Bolha"
2º - "Hora do ginásio porque se a minha bolha não estourar, vou estourar a boca de alguem!"
1º - "Mim jame t'ma nha dnher e bo!"

"O inteligente irrita-se com a burrice. O sábio diverte-se." Curt Goetz

João Branco disse...

Essa última já ouvi outra versão: «mim j'm tm'á nha dnher, un ka tem nada a ver!»

Anónimo disse...

Ola João,

Parabens pela sua pronta reacção a essa forma inovadora de burla que está a ameaçar as relações sociais da nossa ilha.

Enviei vários artigos de jornais portugueses e brasileiros aos jornais locais, mas ao que parece ninguem está a dar importancia.
Alias, ouvi dizer q até magistrados,PJ, POP andam envolvidos neste esquema, o que me faz supor que a não intervenção da mídia, e da Justiça deve ser pq alguns jornalistas e procuradores estejam metidos neste esquema. É claro que não faz sentido alarmar a população porque assim não haverão mais otários para enganarem e entrar no esquema... BCA tem um de 65.000$00, e CMSV tem um de 150 contos, q até a Zau está metida...mas acho q a sua bolha não estourou, pq o do Benvindo estourou primeiro.... Culpa de Zé Maria que disse q ia entar mas desistiu... é a crise.

Hoje presenciei duas cenas q quase morri de rir: a primeira foi de uma Sra (funcionária) a tomar uma surra de outra dentro de um estabelecimento comercial por causa da "bolha"... a outra foi de um rapaz a dizer em alto e bom tom que começaria a cortar cabeças se o seu dinheiro não aparecer...

Deixo aqui 2 artigos mto interessantes que li num jornal português:
1- http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contentid=232222B5-AAC7-4DCB-B613-381A0B479C6A&channelid=00000235-0000-0000-0000-000000000235
2- http://64.233.183.104/search?q=cache:25cX0MYV5sAJ:www.correiodeazemeis.pt/%3Fop%3Dartigo%26sec%3D6512bd43d9caa6e02c990b0a82652dca%26subsec%3D%26id%3Dfb32646a7f6fadd206cf32ecd2dd0ca8+jogo+a+bolha&hl=pt-BR&ct=clnk&cd=21&client=firefox-a

Quanto a frases, acrescento essa a lista:
"Bolha é um contrato com Diabo: Vende a sua alma e leva mais duas pro Inferno".

João Branco disse...

Excelente comentário. Bem elucidativo. Chamo atenção para o facto de o jornal A Semana trazer uma reportagem sobre isto. Pelo menos está anunciado na edição online, porque ainda não li o jornal.

Este último comentário diz algo muito importante: este jogo está a dar cabo das relações sociais na ilha. A parte da festa ja acabou. A verdadeira guerra vai começar.

cristina disse...

Gente de São Vicente gosta de novidades. Agora já não se houve falar das telenovelas, mas sim da "bolha". Tchuva dá, bolha brotá!

João Branco disse...

Depois é que são elas...

Anónimo disse...

"Os esquemas a pirâmide funcionam porque as pessoas são gananciosas e a ganância tem efeitos inacreditáveis sobre a racionalidade e a capacidade de pensar do ser humano."

Favor lêrem o artigo que me parece bastante didáctico sobre essa fraude:

http://www.igf.com.br/aprende/dicas/dicasResp.aspx?dica_Id=2755

João Branco disse...

Obrigado, vou ler com toda atenção. Abraço fraterno.

Anónimo disse...

Hahahahahahaha, esse é caso para dizer, "tcham ri".
Nôs pov tê ess manias de spert ma kond ta parcê ess tip de máfia ess é primer burro ta linhá, hahahahahahaha
Por acaso alguem para pa pensá "Se em sociedades bem maiores que a nossa e com maiores riquezas isso deu para o torto, será que esse jogo irá sequer funcionar numa ilha pobre com cerca de 75/80 mil habitantes???". Bem pelo menos conseguiram arrancar com ele, a custa da ambição burra e influenciada de alguns, mas... cedo vai ... antes do natal certamente já vai haver sangue, acreditem.

Resumindo, mesmo mesmo mesmo MAU.

João Branco disse...

Não vai ser preciso chegar ao Natal, acredita. Há já por aí muitas bolhas arrebentando...

Anónimo disse...

O CÚMULO DESSA BURLA AO POVO DE MINDELO É QUE MESMO A POLÍCIA JUDICIÁRIA E OS TRIBUNAIS ESTÃO ENVOLVIDOS. A SACANAGEM É TANTA QUE A POLÍCIA E OS ORGÃOS DE JUSTIÇA NÃO TEM MAIS AUTORIDADE PARA AGIR PORQUE ELES MESMO ESTÃO ASSUMINDO O PAPEL DE CRIMINOSOS E MAFIOSOS.

ESSAS ESTRUTURAS EM MINDELO DEVERIAM DEMITIR-SE COM EFEITO IMEDIATO.

Antónia Cruz