Que pode uma criatura senão

6 Comments



          Que pode uma criatura senão,
          entre outras criaturas, amar?
          amar e esquecer,
          amar e malamar,
          amar, desamar, amar?
          sempre, e até de olhos vidrados, amar?


          Carlos Drummond de Andrade





You may also like

6 comentários:

Teatrakacia disse...

A 'força' da simplicidade! Drummond de Andrade (absoluto!)fantástico!
Afinal, o que mais nos resta de bom nesta Vida?

João Branco disse...

Um dos melhores poetas de lingua portuguesa de todos os tempos. Opinião minha, não vá alguém por aí ofender-se com isto!

Sisi disse...

Único e magnífico...sem dúvida dos poetas que melhor retrata o amor.

Lindo!

João Branco disse...

Sem dúvida...

MYA disse...

E um dos melhores bares de Aveiro chama-se Absoluto... onde este poema encaixa la perfeitamente.
Exclusivo - o bar - à Geraçao de 80.
Tou a divagar. Acontece... :)

João Branco disse...

Absolut Divagação... hehehe