Romance Fragmentado 07

3 Comments


Foi então uma energia que passou de um para o outro sem pedir licença nem pagar portagem que provocou todo aquele alvoroço no coração dos dois jovens, nem um nem outro tinham cabeça, ouvidos e estômago para aquele concerto de música na Baía das Gatas, que entretanto recomeçou sem que eles tivessem dado por isso, o que não deixa de ser um sintoma claro de que algo de anornal ali se estava a passar, já se sabe que nesta terra tanto nos concertos como nas discotecas, carros ou mesmo nas casas particulares, a música está sempre em altos berros, quem nos visse e não nos conhecesse diria que somos todos surdos, o que será inevitável que aconteça mais cedo ou mais tarde com a maioria da população, activa ou não, jovem ou idosa, desempregada ou com ofício certo, se continuarmos com essa mania estupidificante de ouvir sempre a música como se dela estivessemos a quilómetros de distância.




You may also like

3 comentários:

Teatrakacia disse...

Ouvir música aos 'altos berros' não é aconselhável. E mais: 'altos berros' implica logo 'distorção' e deformação do som original. Perde-se duas vezes. Mas, por outro lado, certo tipo de música só mesmo com o som bem alto, mas sem distorcer... aí viaja-se ao sabor da música...

João Branco disse...

Fala quem sabe, S. Excia. o Engenheiro de Som!

Paulo Santos disse...

Senhor Tchá k tchá nenhum dúvda!!