Café Insólito

2 Comments



Galã de novela «provoca divórcios» na Arábia Saudita

A transmissão de duas telenovelas turcas - Nour (”luz” em árabe e também um nome próprio feminino) e Sanawat Ad-Dayaa ("Anos de Perdas", em tradução livre) - está a causar polémica no mundo árabe e a provocar até desentendimentos entre maridos e mulheres.

Na Arábia Saudita, os jornais dizem que muitos casais estariam a pedir o divórcio após o galã de uma delas ter começado a virar a cabeça das mulheres e a enfurecer os maridos.

Segundo o jornal Saudi Gazette, o pivot da discórdia seria o protagonista de Nour, vivido pelo galã turco Kivanç Tatlitu, que cativou os corações femininos por ser um marido dedicado e ao mesmo tempo romântico.

«Ao comparar os seus maridos com o personagem, muitas mulheres estão a pedir o fim dos seus casamentos», diz o jornal. Ainda segundo o diário, muitos maridos, por sua vez, estão entrar com pedidos de divórcio após encontrar fotos do actor nos telemóveis e nos pertences das suas mulheres.

Eles ainda argumentam que as suas mulheres não cumprem mais com as obrigações domésticas para assistir à novela. O Saudi Gazette relata ainda o caso de uma fazendeira que se desfez do seu rebanho de ovelhas “para se poder concentrar totalmente nas novelas e não ter que cuidar dos animais regularmente”.

Nour e Sanawat Ad-Dayaa foram um fracasso de público quando transmitidas pela primeira vez, na Turquia, em 2005. Mas, desde que começaram a ser transmitidas em vários países árabes, há quatro meses, as produções têm atraído milhões de telespectadores todos os dias.

Fonte: aqui


Ao ler esta notícia pensei: ou as crioulas não gostam assim tanto de novelas como parece, ao conseguir seguir várias por dia ou alimentar negócio de video-clubes com aluguer de cassetes de vários episódios, ou então são os nossos crioulos que são bem mais tolerantes do que parecem... Ou será que os suspiros e os romantismos incutidos pelas novelas não tem assim tanta influência na hora de acordar para a realidade?




You may also like

2 comentários:

Heidi disse...

As novelas como veículos de transformação de mentalidades...muito bem...
Ainda me lembro da Tieta e outras mais que deixam sempre marcas "noveleiras"... (neste caso com sabor brasileiro)!

João Branco disse...

A carinha de coitode do moss também ajuda? Qual a mulher que não quer afagar o menino? hahaha