Café do Conhecimento Diário

7 Comments


Cerca de 87% das mulheres do Bangladesh
casam-se antes dos 18 anos


Fonte: aqui




You may also like

7 comentários:

Teatrakacia disse...

A reprodução da 'cultura'!
É capaz de ser melhor que o nosso caso (ter 87% de mulheres a engravidarem antes dos 18 anos), não? Mulheres que se engravidam sózinhas...

João Branco disse...

A sério? 87% também? Isto é o jornalista a falar, ou o actor a especular? hehe

Anónimo disse...

"O amor não é um sentimento essencial à instituição do casamento. A instituição é agnóstica em relação aos sentimentos que movem os cônjuges. Ao longo da história da instituição, os sentimentos dominantes que acompanharam o casamento foram o interesse e a necessidade, mas não foram raros os casos em que o casamento foi acompanhado de ódio ou de compaixão. O amor como sentimento que acompanha o casamento é relativamente recente, e ainda assim só prevalecente nos países ricos. Neste sentido, o casamento acompanhado de amor é literalmente um luxo.
...
O casamento foi concebido para proteger os filhos e, neste sentido, para proteger e favorecer a reprodução da espécie. Secundariamente, o casamento visa proteger aquele dos dois cônjuges que, a grande distância do outro, mais investe na criação da família - a mulher." (PA)

Assim sendo, as crianças e as mulheres estão muito mais protegidas no Bangladesh do que em Cabo Verde.

João Branco disse...

Anónimo, não é por nada, mas isso parece-me um daqueles raciocinios tipicos da Idade Média. Mas pronto...

Anónimo disse...

Há que apostar em jovens talentos.

Sisi disse...

ñ tinha noção desta %, mas concordo em género, número e grau com o Tchá.

João Branco disse...

Não entendi o que os jovem talentos tem a ver com isto, mas pronto! Hoje estou meio lento...

Sisi, mais ou menos. Resta saber quantas destas mulheres casam por vontade própria, ou seja, por amor. Tendo em conta o país que é, nao me admira nada se a maioria destes casamentos são puros «contratos» entre familias...