Perguntas Cafeanas

12 Comments



Se há tanto racismo no mundo como se explica que no Verão as praias se encham de gente que quer ficar mais escura?


À melhor resposta, ofereço um café




You may also like

12 comentários:

Redy Wilson Lima disse...

João há já algum tempo que faço essa mesma pergunta. Por Exemplo, em Lisboa muitos caucasianos discriminam este ou aquele por ser mais escuro e no entando, chegado este período do ano, competem entre eles quem é que está mais "preta" (a expressão é essa mesma - preta).
Se calhar Wievorka tem razão qd diz que o racismo actual é em muitos casos mais a nível cultural de que propriamente a cor da pela, visto que há muito que o conceito da raça foi substituída pelo conceito da etnia (isto a nível intelectual, é claro).

João Branco disse...

Excelente comentário. Pelos vistos esta pergunta não é descabida de todo!

Teatrakacia disse...

Parece-me ser pacífico que racismo já não é mais essa coisa do preto versus branco, mas sim rico/pobre - economia, mentalidades, filosofia de vida, cultura, religião e outros que tais.
Branco/negro, em termos estéticos, também parece ser pacífico que todos preferem estar 'corados/escurecidos'... Ê más bnit! Ma más bnit ainda... ê mestiço. Não?
Tchá

Sisi disse...

ah pois é...vai ver o racismo é uma forma de expressar a "dor de cotovelos" das pessoas que sonham ter uma pele cor de café.

João Branco disse...

Tchá, estou mais do lado da Sisi neste questão. Muito da questão racial passa, sim (e também) pela côr da pele. A diferença é que hoje não se fala de «raça» mas sim de «etnia». Mas vai tudo dar ao mesmo...

neulopes disse...

Agora falo como o presidente do Irão quando falou acerca de Israel.
Os racistas deviam ser limpadoa do mapa. Afinal não conheço nenhuma raça humana que se intitule de racista. (Omê!)

João Branco disse...

Bem, resolvia-se o problema de excesso de população no planeta...

Dundu disse...

Porque todos querem a cor(*) que é a cor do pecado.

A hipocrisia nos faz racistas na medida que quando confrontados com o facto não admitimos pecar.

Mas no fundo todos pecamos e queremos pecar (pelo menos, esse pecado).



(*) do café (margoso)

João Branco disse...

E todos sabemos como o pecado é tão saboroso...

lumadian disse...

Curioso, em apenas um mês já ouvi pessoas fazerem esta pergunta dezenas de vezes.
Na minha opinião, nenhum caucasiano anseia ficar mesmo "preto" mas sim moreno. A ideia de pele morena para muitos está relacionada com sex-apeal, apenas e só.
Quanto a racismo, é assunto que não gosto de discutir, está na mentalidade de certas pessoas, não só "brancas" como "negras", e parece-me impossivel mudar todas as mentalidades, por mais que muitos o neguem.

João Branco disse...

Eu já ouvi tantas vezes em Portugal a frase: «Meu Deus, menina! Como estás preta! Bem, isso é que foi praia», que não posso deixar de discordar com o ultimo comment. As pessoas falam em «ficar pretas» mesmo, e não apenas morenas...

Olga disse...

Pergunta em nada descabida. Ainda no Domingo em plena quebra canela discutia isso com uns amigos, um deles português. O racismo resulta da N/ incapacidade de lidar com a diferença? Se sim, será uma forma de tentarmos ser iguais? Não me parece! Os esterótipos de beleza assim o determinam e isso está acima do racismo? Talvez. Mas, como diz o ditado: Deus dá nozes a quem não tem dentes!