Um Café com... boas notícias

16 Comments


Esta foi uma semana cheia de boas notícias para o Governo de Cabo Verde. Bem podem os radicais da oposição bradar aos céus que tudo isto não passa tudo de pura propaganda governamental mas contra factos não há argumentos (pelo menos, válidos). E os factos desta semana mostram-nos um conjunto de pequenas vitórias diplomáticas da situação que não devem ser ignoradas. Algumas destas boas novas dos últimos dias foram:

1. Catarina Furtado (na foto) visita o país e considera que Cabo Verde "está no bom caminho." A actriz e apresentadora portuguesa, que veio na condição de Embaixadora da Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP), referindo que Cabo Verde é "um exemplo em África", mostrando-se impressionada com o progresso no domínio da saúde reprodutiva e com a "dinâmica" da juventude cabo-verdiana. [Fonte: aqui]

2. Nils Maehel, chefe de uma missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) elogiou o desempenho e a gestão macroeconómica do governo de Cabo Verde neste período de crise mundial, afirmando que graças às medidas tomadas pelo executivo o arquipélago tem atravessado a crise económica mundial "a partir de uma posição de força". [Fonte: aqui]

3. Cabo Verde aparece em segundo lugar no ranking dos países mais bem governados de África, apenas atrás das ilhas Maurícias, classificação anunciada pela Fundação Mo Ibrahim, uma organização empenhada em apoiar as grandes lideranças africanas. O Índice Ibrahim mede a entrega de bens e serviços públicos aos cidadãos pelo governo e por actores não-estatais através de 84 indicadores de governação. Esses indicadores de governanção são agrupados em quatro categorias gerais: Protecção e Segurança, Participação e Direitos Humanos, Oportunidade Económica Sustentável e Desenvolvimento Humano. [Fonte: aqui]

4. O ministro britânico dos Assuntos Internos para o Narcotráfico Alan Campbell, que acaba de realizar uma visita de 24 horas ao país para debater a segurança e o narcotráfico, disse ontem que Cabo Verde é um bom país para investir e que dá confiança aos investidores externos, devido à boa governação que tem demonstrado. [Fonte: aqui]

5. Portugal vai disponibilizar uma linha de crédito de cerca de 200 milhões de euros para o financiamento de habitação em Cabo Verde, e nesse quadro, o Governo pretende construir 8.000 habitações sociais e reabilitar 15.000 outras degradadas até 2013, projecto cujo financiamento está garantido através do memorando de entendimento rubricado pelas duas partes em Junho último, em Lisboa, sendo um fundo garantido pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) e participado por empresas portuguesas. [Fonte: aqui]

6. Cabo Verde está entre os 50 países mais bem classificados na lista dos menos corruptos da ONG Transparency International. O arquipélago surge em 47.º lugar com 5,1 pontos, numa avaliação de 0 a 10 a que foram submetidos 180 países. Em 2007, Cabo Verde ocupava o 49.º lugar no ranking da Transparency International. [Fonte: aqui]


A única nódoa neste semana quase perfeita para o Governo, foi o anúncio do tombo de 19 lugares de Cabo Verde no ranking das Nações Unidas relativo ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), encontrando-se agora no 121º lugar, a meio da tabela dos países de desenvolvimento médio. Seja como for, temos que pensar que nem tudo isto pode ser sinal do acaso, nem faz muito sentido pensar que a embaixadora Catarina Furtado, o economista Nils Maehel, a Fundação Mo Ibrahim, o ministro Alan Campbell ou a ONG Transparency International, que provavelmente não se conhecem de lado nenhum, tenham conspirado para acertar umas visões "favoráveis" a Cabo Verde por razões inconfessadas. Ou seja, critique-se sempre e bem, mas valorizar o que se tem feito bem também é sinal de sabedoria.




You may also like

16 comentários:

MRVADAZ disse...

Caro João,

Permita-me discordar contigo na tua primeiro "boas nova". Assim como a minha, a opinião da Catarina Furtado vale o que vale, portanto, aceitar certas leituras como uma boa boa nova, só mesmo para aqueles que desconhecem a nossa realidade ou simplesmente ignora-a.

Em primeiro lugar, gostaria de saber em quê que ela enquanto Embaixadora da Boa Vontade do FNUAP, baseou para fazer a afirmação de que "Cabo Verde está no bom caminho". Em segundo, cuidado com a tua fonte porque pelas fotografias posso concluir que a amostra da Catarina além de viciada, não é significativa.

Referencia de que CV é "um exemplo em África", a impressão com o progresso no domínio da saúde reprodutiva e a "dinâmica" da juventude cabo-verdiana vale o que vale.

Com isto não quero dizer que ela não tem razão no que diz mas sim que é preciso sermos um pouco mais rigoroso para certas "boas novas" visto que aqui não se trata da fé.

Anónimo disse...

Desculpa, JB, mas hoje estou do contra (informação):

1. ..., declarações proferidas após uma visita ao "cockpit".

2. Vindo de quem vem, não sei se é mesmo um elogio.

3. A Fundação tem a luz fundida!

4. Narcotráfico e investimento? Cheira-me a esturro (ou melhor, a branqueamento...!

5. Nova política de habitação: bairros Sociais inseridos em resorts, de preferência com spa's!

6. Diz o optmista. Diria o pessimista: CV está em 135º lugar entre os 180 países mais corruptos do mundo!

a) RB

zito azevedo disse...

Quanto maior é o deserto mais numerosos são os oásis!
Zito

Carla disse...

João
Não foi tombo, o país despencou mesmo. 19 posições e (não três como a semana publicou é muito). se tivermos em conta que o país há oito anos está em 100º posição, o rombo é enorme!
mas há uma outra boa noticia: o governo definiu como prioridade acabar comas barracas na Boavista e Sal!

JB disse...

MRVADAZ, foi a percepção dela, o tal olhar de fora. Ela esteve cá dois dias e visitou duas ilhas. Não é muito, mas já é alguma coisa. E referiu algo com o qual eu concordo que é a boa política de saúde reprodutiva que existe por aqui. As minhas duas filhas nasceram cá, fiz questão que assim fosse, e quer durante as dus gravidezes, quer durante os primeiros meses, o funcionamento do PMI aqui no Mindelo roçou o impecável. Sempre fui bem atendido, e nunca tive que pagar um tostão por nada. Isso é um exemplo até para o que se passa nalguns países da Europa, dito mais evoluídos.

RB, estás mesmo voltado para o outro lado e não há nada a fazer. Então, sobre a Catarina já disse o que tinha a dizer. Sobre o FMI, bem ele é que é o especialista, não eu! Se dizes que essa Fundição está "fundida" é porque tens dados que eu não tenho, queres partilha-los aqui com o pessoal? Sobre o ministro, não tinha visto isto sobre esse prisma...Quanto às casas, sou como S. Tomé e não faço julgamentos precipitados. Mas CV está no 47º lugar como indicaram as notícias ou nesse local quase no fundo da tabela? Onde arranjaste esses dados? Hum Só sei que acabas de dar um bom rebuçado (de mentol!) à oposição!

Zito, :)

Carla: realmente, 19 posições é um tombo... dos grandes!

MRVADAZ disse...

Caro João,

Entendo e respeito mas cá por mim dois dias e duas ilhas a amostra continua viciada e insignificativa para a "boa nova". Portanto, além dela e de fora, para mim isto não passa nem mais nem menos de que uma falsa percepção de que eu respeito.

Entendo a boa política reprodutiva o qual concordaste mas olha que fiz um trabalho científico recente e o número não é assim tão agradável. Também o PMI do Mindelo e as suas duas filhas não são significativas para tirar a conclusão de uma boa política de reprodução

Entendo e respeito todas as opiniões e como disse para mim a da Catarina e a minha valem o que valem. Continuo a pensar que a sua opinião não chega para uma "boa nova". Enfim, é uma opinião minha!

Paulo Santos Silva disse...

As vezes dou comigo a pensar : Se eu trabalhasse no Wall Street da Praia (Meio de Achada de Santo António) e morasse no Palmarejo Baixo naquele condomínio fechado com vista para o Oceano Atlântico, e andasse num Prado o que iria dizer essa estória de estarmos a descer no IDH ? Que era um disparate.


E se eu trabalhasse como ajudante de pedreiro e morasse na Tchetchénia (Mindelo) ou em Castelon (Cidade da Praia) ou num Vale qualquer inacessível do interior de Santiago, ou na ilha Brava como é que iria ver Cabo Verde perante tantos elogios que são feitos ?

Anónimo disse...

Ele há dias assim, João...!

Vamos lá:

1. Mas onde é que ela vislumbrou/percepcionou a tal "dinâmica"? Esclarecimentos precisam-se.

2. Para muito boa gente, tudo o que vem dessa Instituição Financeira internacional é um presente envenenado, sobretudo para os países mais pobres. Mas eu também não sou especialista...!

3. A Protecção e a Segurança são o que são. A Participação e os Direitos Humanos, também. A Oportunidade Económica Sustentável, vê-se. O Desenvolvimento Humano, vá que não vá.

É claro que os índices se reportam a África, mas eu quero mais (muito mais) para CV!

4. Mas é um prisma real, não?

5. S. Tomé, ou seja, ver para crer. Eu também, face a alguns exemplos!

6. 47º lugar entre os 180 países menos corruptos e 135º lugar entre os 180 países mais corruptos é exactamente o mesmo. Depende apenas da perspectiva (optimista ou pessimista) que se adopte. Mas esclareço: eu sou um optimista por natureza!

Nota final: ainda bem que o rebuçado foi de mentol, porque para alguns especialistas eles fazem baixar a te(n)são, hehehe!

Abraço

a) RB

Amílcar Tavares disse...

João, foste ludibriado por duas vezes.

O ponto 6, sobre a Transparency International, as informações não estão dispostas da forma correcta. Vê o comentário que deixei no post sobre o assunto.

Sobre o IDH, ninguém leu o relatório. Está tudo no meu blog. Os "jornais" limitam-se ao copy-paste. Mais logo postarei uma clarificação.

JB disse...

MRDVAZ, o exemplo que dei parte de uma experiência VVIDA. Na primeira pessoa. Se isso tem valor estatístico ou científico não sei. Apenas sei que sempre fui muito bem servido. Aqui. Mindelo. Cabo Verde.

Paulo, muito bem visto. Estou a gostar da forma e do conteúdo dos teus comentários. Volta mais.

RB, essa matemática feita para confundir também não ajuda nada. Já estamos como o outro, tudo é relativo!

Amílcar, sou facilmente enganado. Já tinha lido atentamente o teu post, e fiquei esclarecido. Assim, como li o teu esmiuçar sobre o IDH, muito bem feito, aliás, no teu blogue. Abraço

Anónimo disse...

Ponto 7: Pedro Pires Levantou no início desta semana a World Cup Trophy,coisa que nem Ronaldo, nem Messy, nem Raul, algum dia fez, hehehehe

Anónimo disse...

Eu também se vivesse fora daqui, e viessa passar aqui férias (no máximo 2 dias), e fosse uma estrela e tivesse tratamento de star, iria achar Cabo Verde o máximo, e recomendaria!

Essa queridinha que venha pra aqui viver, na capital do país, para ver o que é bom para a tosse, e se o discurso dela não mudava faxi, faxi....

Pimintinha

Tey Alexandre SilFonSoares disse...

O Paulo Santos Silva tirou-me as palavras das dedos..

JB disse...

Publiquei o comentário ali do anónimo, porque em verdade estive quase quase para colocar aquele ponto 7 que ele sugere e tornar o post menos, digamos, institucional e com um pouco mais de humor. Mas pronto, fica aqui a colaboração. Cá para mim, quem mandou esse comentário foi o Cristiano Ronaldo.

Pimintinha, ela e a Hillary...

Tey, pois é.

Mas olhem que afinal o Governo congratulou-se com o tombo de 19 lugares, porque no final das contas, em termos numéricos o IDH subiu... No fundo, isto é como escreveu o RB, depende tudo do ponto de vista. E da matemática, já agora...

Carla disse...

João Sobre o IDH apetece-me enviar-te uma pérola que encontrei por esses dias na internet:
"A estatística é a ciência que diz que se um comi um frango e tu não comeste nenhum, em média, nós comemos, cada um, meio frango"!!!
em cabo verde somos asim como números sobre o desenvolvimento. cada um tem uma leitura e todos estão certos!!!!!!!!!!!

JB disse...

É isso mesmo. Afinal de contas, a estatística é uma ciência exacta... volta-se sempre para o lado que dá mais jeito!