Tertúlia dos Mentirosos 77

4 Comments



Desejo Ardente

Satânico é o meu pensamento a teu respeito e ardente é o meu desejo de apertar-te em minha mão, numa sede de vingança incontestável pelo que me fizeste ontem.

A noite era quente e calma e eu estava em minha cama, quando, sorrateiramente, te aproximaste. Encostaste o teu corpo sem roupa no meu corpo nu, sem o mínimo pudor! Percebendo minha aparente indiferença, aconchegaste-te a mim e mordeste-me sem escrúpulos. Até nos mais íntimos lugares. Eu adormeci.

Hoje, quando acordei, procurei-te numa ânsia ardente, mas em vão.

Deixaste em meu corpo e no lençol provas irrefutáveis do que entre nós ocorreu durante a noite.

Esta noite recolho-me mais cedo, para na mesma cama te esperar. Quando chegares, quero te agarrar com avidez e força. Quero te apertar com todas as forças de minhas mãos. Só descansarei quando vir sair o sangue quente do teu corpo.

Só assim, me livrarei de ti, mosquito filho da puta!


Carlos Drummond de Andrade




You may also like

4 comentários:

Sarabudja disse...

Ainda bem que não havia "Kill Paff" (não me pagam a publicidade) em casa de Carlos Drummond de Andrade. Perderíamos esta obra de mestria.

Anónimo disse...

Com uma "Moskita" destas a me "picar" todas as noites, não há "Drummond" que resista em rabiscar uns versos lindos...

Moskita = Kriola Nice
Picar = Tchupim/Tchupar
Drummond = Sanhód

Abraços, Kriol 100%

zito azevedo disse...

Dizem que "o" mosquito é inofensivo...Quem chupa o nosso sangue é a esposa dele, "a" Melga...
O que não retira um micron de beleza ao thriller de C.D.Andrade!
Zito

Lily disse...

Ai a força das palavras e do pensamento...