Café das Impossibilidades

4 Comments



Este mundo anda mesmo estranho. Eis algumas das notícias de maior destaque nos últimos dias:

1. Na Finlândia: um casal da Estónia conquistou no sábado o título mundial de “carregamento de mulher”. Alan Voogla e Kristi Viltro venceram a disputa que acontece anualmente em Sonkajärvi.

2. Nos EUA: um voyeur tentava tirar fotos de uma mulher nua num salão de bronzeamento artificial quando alguém o denunciou à polícia. Isso não tem nada de interessante excepto o facto de que, quando os policias chegaram, Jeffrey Barrier negava insistentemente as acusações e foi revistado duas vezes para que encontrassem o telemóvel com câmara entalado no... (ok, já perceberam!).

3. No Canadá: um jovem canadiano já gastou o equivalente a 5.000€ para se transformar, através de tatuagens, num esqueleto vivo. Em entrevista a uma revista britânica, ‘Zombie Rick’, como gosta de ser chamado, conta que quer reproduzir no seu próprio corpo a imagem de um cadáver em decomposição. Segundo ele, o trabalho de tatuagem está 50% completo.

4. Na Austrália: desaparecem os hinos religiosos e o clima taciturno nos enterros, e entram os clássicos do rock como «Starway to heaven», de Led Zeppelin, e «Highway to Hell», do AC/DC. A tradição está a mudar na cidade de Adelaide, onde as músicas populares estão a entrar até mesmo na lista das ‘dez mais’ dos cemitérios.

5. Em Portugal: um anúncio do jornal Correio da Manhã dizia assim. «Procuro companheiro macho, a origem étnica não é importante. Sou muito boa fêmea e adoro brincadeiras. Gosto muito de passeios nas matas, gosto de andar de jeep, de viagens para caçar, acampar e pescar, de noites de inverno aconchegadas junto à lareira. Jantares à luz de velas fazem que vá comer-lhe à mão. Quando voltar a casa do trabalho esperá-lo-ei à porta, vestindo apenas o que a natureza me deu. Telefone para 218756420 e pergunte pela Micas. Aguardo notícias suas...» Resultado: mais de 15.000 homens deram por si a telefonar para a Sociedade Protectora dos Animais - Secção de Caninos....

E o louco sou eu?


Fonte: aqui





You may also like

4 comentários:

catarina disse...

Oh pá, a de Portugal foi, de longe, a melhor!!! Espero que alguns, com a vergonha, tenho adoptado as cachorrinhas lollllllll

João Branco disse...

Hehe tem piada, sim senhor. Mas eu ainda prefiro o «top ten» dos cemitérios!

Virgílio Brandão disse...

Ah, aí está!
15.000 provas portuguesas a favor do instinto... e só de ler, só de ler...

Abraço fraterno

João Branco disse...

hehe bo ta matâm, VB!