Um Café com Marilyn

1 Comments




"Fragments" é uma nova obra com um conjunto de escritos de Marilyn Monroe até agora inéditos. Este livro mostra que havia, por trás do corpo com mais sex-appeal de todo o século XX, uma actriz apaixonada por Whitman, Joyce, Yeats e Beckett. Nele, a actriz revela a sua frustração por ver o seu lado intelectual ignorado, por se ver confundida com os seus papéis. «Ela também admirava Samuel Beckett desde que começou a frequenter o Actor's Studio. Mais surpreendente ainda, a sua fascinação pelo bardo Walt Whitman, fundador da poesia americana moderna».

Afinal, como se pode ler no blogue A Terceira Noite, «a menina Norma Jean não tinha apenas os diamantes como os seus melhores amigos. Gostava muito de ler e não correspondia bem ao protótipo da loura burra das piadas de subúrbio».

Reportagem completa aqui




You may also like

1 comentário:

zito azevedo disse...

Por vezes, as "estrelas" não são o que são mas o que o "sistema" quer que elas (e eles) sejam...