Sublime Café

2 Comments


Foi uma noite única. Com um quarteto de cordas composto por quatro meninas elegantes e talentosas, cheias de glamour, numa sala com excelente acústica e música inigualável do maior compositor cabo-verdiano de todos os tempos, Vasco Martins.

Parabéns à Câmara Municipal de S. Vicente que programou e produziu este concerto memorável, que devido à pouca divulgação, não teve a enchente que merecia e justificava. A música era tão boa que depressa esquecemos os quarenta minutos de atraso. Pena também que um candidato a candidato a Primeiro-Ministro, juntamente com uns sete assessores ou lá o que eram, tivesse chegado atrasado, ouvido dois ou três temas e saído da sala, juntamente com uns sete assessores ou lá o que eram, como se estivesse num café concerto. O Vasco, tentando por água na fervura no final do concerto, lá dizia com aquele ar que é só seu: "deixem lá isso, foram jantar, deviam estar com fome." Mais valia não terem aparecido, se era para fazer aquela (triste) figura.






You may also like

2 comentários:

malaguitinha disse...

É o que eu tenho dito, a nossa sociedade está em crise, porque falta orientação, faltma bons exemplos. É os bons exemplos não estão a vir de lado nenhum, eis o problema! A classe política devia ser uma das molas impulsionadoras para mudanças positivas na sociedade, mas o que se vê é precisamente o contrário. E com a educação e famílias em crise, temo que teremos tempos obscuros pela frente.

Abraço fraterno

Malaguitinha

zito azevedo disse...

Duas observações:
1. Muito me congratulo com o facto de uma Câmara Municipal ter parte activa em algo que tenha a ver com o desenvolvimento artístico da sua zona de influência...
2. Quanto maior fôr o estatuto social da(s) pessoa(s) maior será o grau de responsabilidade no seu relacionamento com "os outros". Neste caso, parece que aconteceu, precisamente, o inverso...
Zito Azevedo