Tertúlia dos Mentirosos 93

8 Comments



      Para que serve?


      …duas pessoas fizeram-me a mesma pergunta; a pergunta é:

      “Para que serve a poesia?”

      E eu disse-lhes:

      “Bom, para que serve a morte?
      Para que serve o sabor do café?
      Para que serve o universo?
      Para que é que eu sirvo?
      Para que é que servimos?”

      Que coisa mais estranha perguntar-se isso, não é?


      Jorge Luis Borges




You may also like

8 comentários:

Anónimo disse...

Há quem diga que para absolutamente nada....a não ser o essencial!

Tenderá, por isso, a acabar?

"A poesia vai acabar, os poetas
vão ser colocados em lugares mais úteis.
Por exemplo, observadores de pássaros
(enquanto os pássaros não
acabarem). Esta certeza tive-a hoje ao
entrar numa repartição pública.
Um senhor míope atendia devagar
ao balcão; eu perguntei: «Que fez algum
poeta por este senhor?» E a pergunta
afligiu-me tanto por dentro e por
fora da cabeça que tive que voltar a ler
toda a poesia desde o princípio do mundo.
Uma pergunta numa cabeça.
— Como uma coroa de espinhos:
estão todos a ver onde o autor quer chegar? —

(Manuel António Pina, "Ainda não é o Fim nem o Princípio do Mundo. Calma é Apenas um Pouco Tarde")

a) RB

Miguel Barbosa disse...

Não serve para NADA; Serve para TUDO.

Quem tinha razão era o filósofo Tim Maia: TUDO É TUDO, NADA É NADA.

sds

Sarabudja disse...

"Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente ... e não a gente a ele!"
"[O Trágico Dilema]
Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro."

Mário Quintana

ducana disse...

Todas as coisas servem a medida do tamanho da minha serventia...
duCANA - Brasil/RS/Livramento

zito azevedo disse...

Servir, própriamente, não sei, mas sei que a gente se serve dela...

Tchale Figueira disse...

Acabei de postar um poema meu inspirado neste teu Post

Abraço

ManuMoreno disse...

Tudo dito pelo Mestre Tchale[APLAUSO].

ManuMoreno
Kel Abxom Di Kuraxom!!!

JB disse...

''Poesia é voar fora da asa.''

Manoel de Barros, outro poeta (enorme, grande!)