Sugestão Cafeana

3 Comments


Há um tipo de arte gráfica em movimento, chamada Typography, que aprecio especialmente.  O conceito é simples: vê-se o que se ouve. Ouvem-se as palavras, vêm-se as palavras aparecendo no ecrã, uma espécie de karaoke artístico. Alguns dos mais populares destes vídeos são feitos utilizando famosos diálogos ou monólogos de conhecidos filmes, como "Clube de Combate", "Pulp Fiction" ou "V de Vendetta".

Os exemplos são muitos, mas o meu preferido - porque será? - é o que retrata um dos mais espantosos monólogos da história do cinema, aquele que Al Pacino desenvolve numa das últimas cenas do filme "Advogado do Diabo", em que ele comprova, com argumentos difíceis de refutar, todo o cinismo do Criador.

Vejam - e ouçam - que vale a pena:


    




You may also like

3 comentários:

Mr.Guimarães disse...

Welcome Back JB! Já sentia saudades.
Knt ao post...Al Pacino..what else?

Deixo aqui uma excelente cena para Tipografia, ainda não encontrei nenhuma de jeito.

http://www.youtube.com/watch?v=5Za2k5wA3sk

retirada do filme "25th hour" com Edward Norton no papel principal. O monólogo é interpretado por Edward Norton.

JB disse...

Thank's Mr. Guimarães.

Tiago disse...

Primeiro que tudo, deixa-me saudar-te pelo regresso. Já não era tempo! E, muito sinceramente, não desgosto do novo visual, mas também, se pintasses o blog de rosa, voltaria aqui de certeza, o que realmente interessa nada tem a ver com máscaras.

Acho que já nem me lembrava deste monólogo. É um espectáculo e o vídeo está muito bom. Será que se encontra algo do mesmo género com excertos do Magnólia? Já estou a imaginar o desespero melancólico do John C. Reilly para saber quando desculpar ou não, ou então a explosão da Julianne Moore na farmácia...
Grande abraço.