Café Matemático

6 Comments


1,7 milhões de euros
é quanto Jean-Pierre Bemba tinha depositados num banco em Cabo Verde


Comentário Cafeano: este indivíduo é líder do Movimento para a Libertação do Congo (MLC) e encontra-se detido pelo Tribunal Penal Internacional, acusado de ter cometido crimes contra a humanidade e cinco crimes de guerra. Podia estar aqui e agora a lamentar, de forma sincera e preocupada, o caminho que pode estar a transformar o nosso arquipélago num paraíso fiscal para criminosos e bandidos desta estirpe. No entanto, e neste caso particular, tenho uma opinião porventura diferente da maioria: fico muito satisfeito que se tenha detectado esta pequena fortuna, ou seja, que ao dinheiro depositado em instituições financeiras cabo-verdianas não se lhe perca o rasto. A lei, recentemente aprovada, sobre o branqueamento de capitais irá certamente ajudar a combater este tipo de ilícito.

(Ver notícia aqui)




You may also like

6 comentários:

zito azevedo disse...

Meu amigo: isto é, apenas, a ponta visivel do "iceberg" ou de todos os "icebergs" do tipo, de todas as cores, de todas as idealogias, de todas as religiões...A corrupção não tem fronteiras e, raramente, tem rosto!
Zito Azevedo

Sanpadjud disse...

Não fica mal reconhecer o trabalho corajoso que está em curso; quem está a fazer esse trabalho e a dar a cara deve saber que não está só. O combate a lavagem de capitais e ao tráfico tem funcionado (sem queixumes de meios escassos) sem olhar a quem e imagino os riscos e pressões a que algumas pessoas estarão submetidas

Amílcar Tavares disse...

Pois é meu caro. De facto, há um método que está ajudando Cabo Verde a subir na vida! Gostaria de não ter razão.

JB disse...

Zito, Pelo menos, vendo a ponta do Iceberg, não nos arriscamos a levar o navio contra ele e ter um naufrágio digno de um Titanic.

Sampadjud, é isso que penso.

Amílcar, não sou tão pessimista. Mas também não sou parvo para não constatar o que se passa à minha volta... (Já estás a conseguir publicar comentários sem problemas?)

zito azevedo disse...

Pois é... mas é necessário não esquecer que existe a chamada "atracção do abismo"!
Zito Azevedo

Carla disse...

Pelo menos desta vez João, o dinheiro vai ficar para os cofres do estado, o que não é mau que esta pequena fortuna vá melhorar as nossas finanças públicas!. é que não tendo acordo com o TPI, Cabo Verde não transfere dinheiro!!!!!!!!