Um Café (cheio) com Lula

9 Comments




Recebi estes dados e penso que sim, que vale bem a pena divulgar tudo isto aqui no Café Margoso. Para que se saiba. Quem me enviou este estes dados explica que estes fundamentam, e com números concretos, «a minha opiniao sobre este impressionante estadista brasileiro. É urgente difundir isto entre os brasileiros e não só, para que parem, definitivamente, de se envergonhar por terem um presidente "ignorante", "grosso", "alcoolatra".»

Vejam o que The Economist publicou!

Situação do Brasil antes e depois de Lula da Silva, ou seja, nos tempos de Fernando Henrique Cardoso (1) comparados com a situação actual (2):

Risco Brasil
(1) 2.700 pontos
(2) 200 pontos

Salário Mínimo
(1) 78 dólares
(2) 210 dólares

Dólar / Real
(1) Rs$ 3,00
(2) Rs$ 1,78

Dívida FMI
(1) Não mexeu
(2) Pagou

Indústria naval
(1) Não mexeu
(2) Reconstruiu

Universidades Federais Novas
(1)Nenhuma
(2) 10

Extensões Universitárias
(1) Nenhuma
(2) 45

Escolas Técnicas
(1) Nenhuma
(2) 214

Valores e Reservas do Tesouro Nacional
(1) 185 Bilhões de Dólares Negativos
(2) 160 Bilhões de Dólares Positivos

Créditos para o povo/PIB
(1) 14%
(2) 34%

Estradas de Ferro
(1) Nenhuma
(2) 3 em andamento

Estradas Rodoviárias
(1) 90% danificadas
(2) 70% recuperadas

Industria Automobilística
(1) Em baixa, 20%
(2) Em alta, 30%

Crises internacionais
(1) 4, arrasando o país
(2) Nenhuma, pelas reservas acumuladas

Cambio
(1) Fixo, estourando o Tesouro Nacional
(2) Flutuante: com ligeiras intervenções do Banco Central

Taxas de Juros
(1) 27%
(2) 11%

Mobilidade Social
(1) 2 milhões de pessoas saíram da linha de pobreza
(2) 23 milhões de pessoas saíram da linha de pobreza

Empregos
(1) 780 mil
(2) 11 milhões

Investimentos em infraestrutura
(1) Nenhum
(2) 504 Bilhões de reais previstos até 2010

Mercado internacional
(1) Brasil sem crédito
(2) Brasil reconhecido como investment grade

É pouco ou quer mais? Lembra-se mais uma vez, estes são dados da prestigiada revista The Economist.

Fernando Henrique Cardoso, o farol, o sociólogo, entende tanto de sociologia quanto o governador de São Paulo José Serra entende de economia. Lula, que não entende de sociologia, levou 23 milhões de miseráveis e pobres à condição de consumidores; que não entende de economia, pagou as contas de FHC, zerou a dívida com o FMI e ainda empresta algum aos ricos.

Lula, o "analfabeto", que não entende de educação, criou mais escolas e universidades que seus antecessores juntos, e ainda criou o PRÓ-UNI, que leva o filho do pobre à universidade.

Lula, que não entende de finanças nem de contas públicas, elevou o salário mínimo de 64 para mais de 200 dólares e não quebrou a previdência como queria FHC.

Lula, que não entende de psicologia, levantou o moral da nação e disse que o Brasil está melhor que o mundo.

Lula, que não entende de engenharia, nem de mecânica, nem de nada, reabilitou o Proálcool, acreditou no biodiesel e levou o país à liderança mundial de combustíveis renováveis.

Lula, que não entende de política, mudou os paradigmas mundiais e colocou o Brasil na liderança dos países emergentes, passou a ser respeitado e enterrou o G-8.

Lula, que não entende de política externa nem de conciliação, pois foi sindicalista brucutu, mandou às favas a ALCA, olhou para os parceiros do Sul, especialmente para os vizinhos da América Latina, onde exerce liderança absoluta sem ser imperialista.. Tem fácil trânsito junto a Chaves, Fidel, Obama, Evo etc. Bobo que é, cedeu a tudo e a todos.

Lula, que não entende de mulher nem de negro, colocou o primeiro negro no Supremo (desmoralizado por brancos), uma mulher no cargo de primeira ministra, e pode fazê-la sua sucessora.

Lula, que não entende de etiqueta, sentou-se ao lado da rainha e afrontou nossa fidalguia branca de lentes azuis.

Lula, que não entende de desenvolvimento, nunca ouviu falar de Keynes, criou o PAC, antes mesmo que o mundo inteiro dissesse que é hora de o Estado investir, e hoje o PAC é um amortecedor da crise.

Lula, que não entende de crise, mandou baixar o IPI e levou a indústria automobilística a bater recorde no trimestre.

Lula, que não entende de português nem de outra língua, tem fluência entre os líderes mundiais, é respeitado e citado entre as pessoas mais poderosas e influentes no mundo actual.

Lula, que não entende nada de diplomacia internacional, pois nunca estará preparado, age com sabedoria em todas as frentes e se torna interlocutor universal.

Lula, que não entende nada de nada, é melhor que todos os outros.

Pense, o que este homem faria, se entendesse de alguma coisa?



You may also like

9 comentários:

Amílcar Tavares disse...

Ando a acompanhar as incidências da pré-campanha no Brasil e só te digo isto: feroz e com mais momentos de baixo nível. Porém, interessante.

zito azevedo disse...

Se ele soubesse muito de muita coisa teria feito como os demais,ou seja, nada (que não fosse em seu proveito...)!

Canto da Boca disse...

Nas vezes em que eu pude votar no meu país (Brasil), meu voto foi para o Lula, e será sempre! Eu pessoalmente gostaria que o voto fosse facultativo, não considero nada democrático a obrigatoriedade do voto, mas já que sou obrigada a ir, vou e voto. O programa de governo do Luís Inácio, não é o que nós brasileiros merecíamos, mas é o que mais se aproximou do "ideal" de equidade e justiça social, estamos longe, mas a semente foi plantada. É impossível desfazer equívocos de 502 anos, em que a "elite econômica" brasileira ficou no poder, em apenas 8 anos de governo popular. Mas haveremos de dar continuidade ao processo histórico brasileiro, em que um torneiro mecânico, metalúrgico, um dos mais importantes líderes sindicais, saído das brenhas do nordeste brasileiro (a "elite" odeia isso, se envergonha de ter um presidente "matuto"), de origem pobre, humilde, tenha iniciado as mudanças tão significativas para o nosso povo. Uma clara e indiscutível prova da mobilidade social no meu país. Lula é um homem simples que respeita suas origens, é um "self made man", e que merece todo o respeito do mundo. É um grande homem e seu modo não-requintado de ser, causa desconforto nos que primam pela hipocrisia, nos tais refinados.
Lula idealizou a primeira Universidade Federal da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, que começará a funcionar em 2011. Quantos presidentes brasileiros tiveram a preocupação de evidenciar a nossa história, com as nossas matizes e "matrizes" culturais dessa forma? A História da África é uma disciplina "obrigatória" nas escolas brasileiras. Poderia fazer uma lista imensa dos feitos do governo Lula, mas é desnecessário, o seu poste aqui o faz por mim. Obrigada!

Catarina Cardoso disse...

Soberbo João!
Quero dizer, Lula.

Bijin

Anónimo disse...

Porque somos enganado com tanta facilidade minha gente? Há vários tipos de números. Basta pensarmos no meio copo com e sem água. Actualmente no sistema democrático que temos, a verdade é que não precisamos ser bestiais e experts para fazermos uma boa governação. Basta que quando estivermos num cargo, passemos a roubar um pouco menos, nós e os nossos comparsas. Podemos até ser bestas. Se pararmos de roubar, ou se roubarbos menos que os outros, os números alteram-se consideravelmente. O Lula e os seus comparsas, se calhar estão a roubar menos que os outros, Mas estão a roubar também! Sem ilusões cambadas, sem ilusões!

Anónimo disse...

Nao da para clonar esse Homem? Dava muito jeito em muitas bandas...De facto, um bom exemplo que deveria e poderia ser seguido por todos. Ainda ha homens iluminados, portanto deve existir esperança para a humanidade.

Pimintinha

-ha.z disse...

Uau! Depois do que li saio daqui com gana de abraçar e beijar o mundo! ha ha ha :)

David disse...

Caro J. esta notícia nunca foi publicada no “The Economist”. Trata-se mais uma vez, de notícias falsas que surgem em blogs e são copiadas por outros blogs de forma totalmente acrítica. Aconselho a procurara o original e garanto que não o há-de encontrar.

JB disse...

David, como sabes isso? E já agora, os dados que nele constam, também são falsos? Porque isso sim, é o que realmente importa...