Tertúlia dos Mentirosos 98

10 Comments




Revelação

Trancou-se no laboratório da escola e, motivado pela revista pornográfica, ejaculou sob a lente do microscópio. Curioso, pôs-se a observar no líquido seminal a multidão de criaturinhas que nadavam afoitamente. Admirou-se. Todas vieram dele. Pensamento óbvio, do qual adveio outro: na verdade, os espermatozóides eram ele. Sim, todos eram ele, multiplicado aos milhões.

Daí lhe veio a revelação. “Talvez Deus nos veja assim”, pensou. “Somos Ele. Todos nós. Ele, multiplicado aos biliões.”

wilson gorj 




You may also like

10 comentários:

Madame Frufru disse...

Eu venho aqui quase todos os dias. Leio. Vejo as imagens e adoro tudo. Não comento, porque na verdade nunca sei bem o que dizer, visto que está tudo muito bom e é muito pertinente.

Gostava que soubesses. Saudações "cafeanas".

são branca disse...

Simplesmente, fantástico.

Helena Fontes disse...

JB, não achas que é uma abordagem meio machista e paternalista da vida e do mundo, na mesma linha da Igreja Católica, Romana e Germanica?

A vida veio do género masculino e o resto é aluguer, uso e deitar fora, ou no minimo, colocar em lugar subalterno....

Apenas questiono.

Boa semana


HF

;)

Anónimo disse...

HF, não te aflijas. Este post foi colocado sob a tag "Tertúlia dos mentirosos". Deus não existe. Por isso, não olhes a esses detalhes (machistas e tal).

JB disse...

Helena, estes textos são colocados pela sua beleza, mas também para promoverem o debate e o comentário. A tua visão é perfeitamente legitima e bem vinda.

Beijos!

Anónimo disse...

JB,

Fico contente em encontrar meus textos publicados neste espaço tão charmoso e elegante.

Mais contente ainda em perceber que geram interesse e provocam debates.

A propósito, adoro café. Tanto quanto sou viciado em literatura.

Abraços.

W.G.
gorj@jornalolince.com.br

JB disse...

É um privilégio. Os teus micro-contos são brilhantes. Abraço e obrigado pelas simpáticas palavras.

Virgilio Brandao disse...

Curioso, no mínimo... os comentários de ateus e quejandos a um texto de inspiração deísta (pelo menos no pensamento deísta na história do pensamento).

Ao ler o texto pensei no autor como um deísta qualificado, conhecendo Origenes e alguns evangelhos apócrifos - como os de Melquisedeque e Tiago... e os gnósticos e milenaristas. Acaba por dar áo leitor uma imagem gráfica e moderna do "baptismo essênico" dos primeiros gnósticos (Sec.I e II d.C).

É um texto cristão, no sentido próprio da palavra. Mas não é da ordem da revelação objectiva, pois Deus nos vê assim mesmo... é um ensino arcano: somos todos Ele, representação física do seu "pneuma" divino, do Zoe.

O outro plano interessante deste texto, é pensar no autor como um não cristão ou ateísta (como é moda hoje)... e aí o texto, para quem gosta de ler, seria, verdadeiramente, uma revelação... uma espécie de Estrada de Damasco, tralhada aqui; ou começando aqui.

Abraço fraterno

Anónimo disse...

No dia em que os homens (adolescentes incluidos) puderem saber com certeza e lucidez aonde querem colocar esse LIQUIDO PRECIOSO (parafraseando outro) o número de gravidezes precoces baixará... consideravelmente! E também os "Filhos de Fora". Mas as mensagens só vão dirigidas para as meninas e moças...
Presumo que este comentario nao vai ser publicado. É que nao tem nada de poético. Mas caso for espero que leve s homens a reflectir.

Rafael Noris disse...

Preciso gozar também nos microscópios, sempre tive curiosidades do gênero... infelizmente, somente os vejo descendo o ralo... vejo como Deus, não com compaixão, mas mandando o dilúvio...