Tertúlia dos Mentirosos 120

2 Comments



Perdas Sucessivas

Perdeu a hora e, por consequência, o ónibus.

Pelo atraso, que azar!, perdeu o emprego. Desempregado, quase perdeu a cabeça; quisera se matar, mas, felizmente, perdeu a coragem.

Iniciativa perdida, foi logo encher a cara.

No boteco, reencontrou um amigo com quem há muito perdera o contacto.

O sujeito estava perdido no mundo do crime. Envolvido com uma quadrilha de assaltantes. De maneira que o convidou para o próximo assalto.

O que tinha ele a perder? "Perdido, perdido e meio", pensou.

No banco, houve troca de tiros. Balas perdidas.

Uma dela o encontrou.
Perdeu sangue. Tanto que acabou perdendo os sentidos. Quando o socorro chegou, não perderam tempo com ele. Já havia perdido a vida.


Wilson Gorj (fonte: aqui)



You may also like

2 comentários:

Lily disse...

Gosto no geral de encontros, mas este teria sido desnecessário... nem sempre as perdas são más, realmente.

zito azevedo disse...

Afinal, o mais importante que ele perdeu foi a dignidade...