Café da Verdade Desportiva

16 Comments



Por razões óbvias não entro na histeria colectiva de festejar os 70 anos de um ex-jogador de futebol, por muito importante que ele tenha sido. Mas não deixo de registar as declarações que o designado Pantera Negra fez, contando um episódio que revela, em primeira mão, como no que ao futebol diz respeito, vivemos num mundo podre, hipócrita, onde o que mais se vê é uma descarada tentativa de lavagem cerebral que tenta, a todo o custo, colocar as coisas tal quais elas eram no tempo da ditadura salazarista.

A 5 de janeiro de 1977, Eusébio defrontou o Benfica pela primeira e única vez na carreira, ao serviço do Beira-Mar. O Pantera Negra recorda esse dia em entrevista à RTP, que passa esta quarta-feira, às 21 horas. E confessa que não fez tudo o que estava ao seu alcance. Muito longe disso. "Já tinha avisado o treinador do Beira-Mar, o Manuel de Oliveira, que não ia rematar à baliza. 15 minutos antes do jogo fui ao balneário do Benfica e avisei para que não se preocupassem, pois não ia marcar golos".

E assim foi. "Não rematei, não marquei faltas nem grandes penalidades... andava lá no campo só a passar a bola aos outros. E nesse ano o Beira-Mar ganhou ao Sporting e o Benfica foi campeão", recorda. Com orgulho, o Pantera Negra revela como era a tal verdade desportiva no tempo em que a sua equipa papava todos os campeonatos em Portugal. Mais grave ainda é um país inteiro se curvar perante esta figura que defende o valor da batota desportiva com a mesma naturalidade com que bebemos uma cerveja no bar da esquina. A imagem, obviamente, é só mais uma provocação.

Como se costuma dizer, pela boca morre o peixe.

Está tudo dito.

(fonte: aqui)



You may also like

16 comentários:

Mestrando disse...

Ok.Analisando mais ou menos o que escreveste e já agora discordando de ti.
Primeiro:Antigamente a realidade do futebol era hiper diferente e existia amor á camisa e não amor ao dinheiro pq na altura se recebia mal e um jogador fazia qs a vida toda num clube.
Segundo:o Eusébio marcou apenas 3 golos em 12 jogos pelo Beira Mar naquela epoca;
3º: O Benfica foi campeão cm 9 pontos de diferença(na epoca as vitórias NÃO valiam 3 pontos);
4º Sim,o mundo é imperfeito mas ele assumiu q fez isso e até falou cm o treinador antes(hiper sincero),ao contrario de outras várias situações tais cm a FAMOSA mão de Deus q até hj é mais famosa q qq golo q o Eusébio tenha marcado(para os Argentinos pelo menos,lol);
5º E ultimo. PORRA ISSO SE PASSOU HÁ MAIS DE 30 ANOS E É APENAS UMA HISTÓRIA E NADA MAIS,SEM QQ IMPORTÂNCIA PARA A TAL VERDADE DESPORTIVA.

JB disse...

Primeiro, tens razão, antigamente fazia-se batota de forma muito mais descarada, com apoio do aparelho do Estado;

Segundo, poderia ter marcado mais, se não fosse desonesto. Se não queria marcar à sua antiga equipa não ia jogar para um clube que o pudesse defrontar. Simples.

Terceiro, sim, claro. Sabe-se lá que histórias mais existem dessa e doutras épocas.

Quarto, sim, confessou a batota, mas não como um erro, mas sim como uma virtude, que um país inteiro aplaude. Isso é que é triste. Não foi sincero, foi arrogante.

Quinto, não é APENAS uma história. É uma história EXEMPLAR.

Abraço

Benvindo Chantre Neves disse...

Há cerca de dois anos o Eusébio esteve em Cabo Verde. Era o padrinho de um torneio de futsal organizado creio pela empresa do basquetebolista Rodrigo Mascarenhas. Fui dar cobertura ao evento pela Televisão de Cabo Verde. Os jornalistas queriam uma entrevista com o Pantera e sem bagunça ficaram á espera do homem à saída do pavilhão. Uma senhora, muito simpática, veio conversar connosco e pediu-nos para aguardar um bocadinho que ela ia viabilizar a entrevista. Momento depois chega o pantera, que nem uma pantera fera, mostra os dentes à senhora (que era da sua comitiva) e aos jornalistas, com uma sobranceria diz que só dá entrevistas quando quiser e vai embora.
Está bem, ninguém é obrigado a dar entrevistas, mas daí ser tão grosseiro, tão mal educado??? Nunca vou esquecer esse episódio, para mim o Pantera é um brutamontes. E atenção, que sou um sou benfiquista!

Anónimo disse...

Você devia dar um desconto ao analfabetismo do Pantera!

Toda gente sabe que ele nao terminou sequer a quarta classe!

Acredito piamente que ele pensou na sua cabeça de analfebto que estava a dizer algo de interessante!!!!

E depois ca entre a malta com tantos politicos e intelectuais analfabetos e hipocritas que mal tem o iletrado da bola imitar?!!!

Carla disse...

Eusébio é uma das pessoas mais arrogantes que já tive o desprazer de conhecer. Pronto##falei, que venha a porrada. hehehehe

Ivan Santos disse...

Falando em pessoas desonestas, arrogantes, deselegantes e brutamontes (no mundo do futebol português), lembrei-me de:
Pinto da Costa
Sousa Cintra
José Mourinho
Jorge Jesus
Valentim Loureiro
Manuel Vilarinho
Domingos Paciência
Jorge Costa
Torres
Paulinho Santos
Paulo Futre
Manuel Machado
Carlos Queiroz
(.....)

A lista é enorme...mas lembrei assim de repente desses!

Ivan Santos

JB disse...

Hum, interessante, Ivan. Mas isso justifica que um país inteiro se curve perante um indivíduo que fale que fez batota e, pior do que isso, todos achem isso muito digno de registo? Não me parece...

Ivan Santos disse...

Atenção, só me vieram à memória alguns nomes, qdo se fala em desonestidade, arrogância e deselegância...poderia apontar outros nomes...calharam esses!!!

Mas respondendo á tua questão.
Não acho que o país inteiro se curve perante o que ele disse...foi infeliz. Mas de certa forma trouxe algumas coisas à tona...imagina tu, se tds resolvessem abrir a boca (jogadores e principalmente dirigentes) pra falar dos bastidores do futebol (clubismos à parte)...seria uma nojeira só...
mas penso (puro achismo meu) que poderia se curvar pelo grande futebolista que era (afinal era o q sabia fazer e creio ter deixado isso claro), e colocou PT,digamos na circuito do futebol mundial, foi uma espécie de embaixador do futebol...

mrvadaz disse...

Sobre esta afirmação, encontrei o video aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=xkScaLX2lBg&feature=endscreen&NR=1

Manu Moreno disse...

Na mesma nao envergonho-me de ser benfiquista e nem de gostar de futebol Portugues(gostar de Portugal/Povo), porque Benfica deu-me alegria sem o Sr. Eusebio e ainda o belo Portugal existe!

Forxa aos parceiros/amigos Portugueses, que nao e' tempo de dar Eusebio/Bola atenxao.....[deaculpe].

ManuMoreno.
Kel abxom di kuraxom!

brites disse...

o eusébio é um simplório que alguém aproveitou, não para melhorar, educar, afinar...mas para cumprir tb. os pecados do mundo do futebol!

Retornado disse...

Relacionar o futebol e a ditadura de salazar é de bom tom.

Semore fica bem!

argumentonio disse...

vivendo e aprendendo: como se pode ser tão injusto e até desumano, como se a única verdade fosse a exigência moralista de desumanização do homem, a sua alienação, desapego, desafecto e desamor...

é um mundo cão, este em que alguém chega à conclusão (ou parte do pressuposto? ou preconceito?) de que a verdade exige que se dispare contra os seus, contra quem se ama

caso ainda alguém saiba o que isso é...

zito azevedo disse...

Porque o assunto não merece mais, apenas duas palavras de aplauso para o "Argumentonio": muito bem!

David disse...

O Eusébio não era um profissional do futebol, era um benfiquista que por mero acaso era pago para jogar futebol. E no dia que foi confrontado com a possibilidade de jogar contra o seu clube/“ amor” foi honesto e disse ao que vinha (ao treinador, no caso). Nestes tempos onde não há causas, amores, paixões verdadeira que não sucumbem ao peso do dinheiro ( ou melhor: ao “profissionalismo”! ) é difícil explicar por que razão um homem pode amar algo mais do que o algo ou o alguém que lhe paga, “e dize-lo cantando a toda a gente”… Por mais espantoso que seja, há ainda pessoas fieis a amores fieis até ao fim… e depois há aqueles que têm cadeiras de sonhos e enfim…talvez a cadeira era do IKea!

Anónimo disse...

Bem o Problema do Caro Bloguista é que não consegue admitir que tanto o Porto como o Sporting faziam no período antes do fim da II Guerra a saudação fascista no início dos jogos ( para os curioso basta fazer uma pesquisa no Google e vão encontrar as fotos e a história toda) … e na verdade o Benfica foi o único clube que não o fazia. Mas essa história não conta, não interessa…