Cafeína

14 Comments



«Os cabo-verdianos serão convocados a sufragar eleitoralmente a mesmíssima elite dirigente e uma geração de políticos onde coabitam, em surdina e coniventemente, bons governantes, verdadeiros estadistas, líderes politicamente hábeis e proficientes, mas também corruptos, caciques, chupeteros, mamadores à sombra da bananeira, bajuladores e oportunistas de ocasião, pseudo intelectuais promíscuos e prostitutos, pessoal ávido de prestar frete e vassalagem política aos suspeitos do costume, e outras tantas crioulas sedentas pela ascensão horizontal. Sim, a política da cintura para baixo. Trazer a poesia e o afecto para a política, por vezes, dá nisso...acaba tudo nos lençóis ou em cima da mesa de um gabinete perto de si.»

Suzano Costa - Politólogo (artigo completo, aqui)



Imagem: "Toxic" de Jean Michel Basquiat



You may also like

14 comentários:

Anónimo disse...

Estao desorientados e ja nao sabem nem o que dizem! QUE ma figura estao a fazer esses larapios do PAICV.

Desde quando que vestir uma camisola amarela deste ou daquele é crime? Que crime é que alguns rapazes e raparigas cheios de humor terao cometido somente porque vestiaram camisolas amarelas?

Qual é esse artigo do codigo penal que criminaliza assim dessa maneira alguem que veste camisolas, amarelas, verdes ou negras?

Minha gente o PAICV quer diversao! Ja nao sabem o que fazem! Muitos estao a perder a cabeça e estou em crer que se isto contuar assim ainda muitos vao suicidar-se na noite do dia 6 de Fevereiro.

Entao fiquem a saber que Veiga ja voltou a reafirmar no comicio da Brava que tem sondagens que lhe dao 54 por cento no dia 6 e ao PAICV apenas 36 por cento dos votos.

E' o descalabro total do PAICV;

O magnifico povo de Cabo Verde ja votou o MPD!!!
Underdôglas

Anónimo disse...

O gajo tem colhões !

Anónimo disse...

Neste vídeo http://www.rtc.cv/congresso_mpd.wmv o Carlos Veiga, extraído do Jornal da noite na TCV
reconhece que nos anos 90 o MPD: "abri caminho pa mediocridade, pa demagogia e pa populismo irresponsável". Diz mais: "nu disisti di promové na sociedade ideia di renovação, mérito,", e ainda: "nu dexa di seta diferença".
Vale a pena rever o próprio Veiga (e não a pouca vergonha da manipulação) a dizer isso tudo. No entanto, ele vem agora dizer que os anos noventa foram anos dourados etc.
Recordar é viver, sim. Já agora, falou, isso tudo que verão no vídeo, ou não falou???
Luís Almeida.

Anónimo disse...

Vídeo bombástico!, no youtube: MPD, HEAVY H e Zé Tomás Veiga em fraude eleitoral, em flagrante! Estes são factos inequívocos!

Vejam: http://www.youtube.com/watch?v=Z6Wmu3Rnw9s

Para quê isto, pá? Heavy H, não te estragues, não havia necessidade.

Bem fizeram os artistas que apoiaram o JMN e o PAICV, gente séria como Corsino Fortes, Mário Lúcio, Arnaldo França, Osvaldo Osório, Filinto Correia e Silva, Antero Simas, Moacyr Rodrigues, Kim e Tó Alves, Jorge Pimba, Zéca e Zézé di Nha Reinalda, Humbertona, Kwame Gamal Mascarenhas Monteiro (filho do ex-presidente António Monteiro), Isa Perira, Káká Barbosa, entre outros (no total 94 artistas de Cabo Verde). Podem ver estes artistas e o seu apoio ao JMN aqui:
http://www.ondamarela.net/paginas/galerias.asp?pasta=11&fotos=12&foto=1
Um abraço,
Gabriel Sousa.

Anónimo disse...

As incoerências de Abraão Vicente:
Politika - Eu não quero voltar aos anos noventa
… Eu não quero voltar aos anos noventa. Não existem soluções mágicas para o futuro do país.
Tenho a opinião, contudo, de que o regresso de Carlos Veiga deveria ser acompanhado de uma limpeza ainda mais profunda nas suas hostes. De facto, o MpD não se renovou. Nos últimos anos temos três figuras centrais no partido verde: Jorge Santos, Ulisses Correia Silva e Fernando Elísio Freire. Mesmo o líder que conduziu o partido nas últimas legislativas não é uma figura sólida e transversal.
Espera-se que José Filomeno se revele no terreno das legislativas e que Eurico Monteiro não apronte das suas (até convém que fique o mais discreto possível). Uma nota por demais evidente no partido é a pouca força das mulheres. Joana Rosa e Janine Lélis prometeram, mas nunca se concretizaram em figuras políticas de peso nacional na sociedade civil. Isaura Gomes foi publicamente desmoralizada e o melhor que tem a fazer é voltar à sociedade civil.

Mesmo não conhecendo de fundo o partido, a minha impressão é de que pelo menos Carlos Veiga está preparado para o embate com José Maria Neves. Para atiçar esta leitura também posso dizer que, depois de Cidade Velha tenho a ideia de que JMN está incrivelmente renovado apesar dos 10 anos de poder.

Se me perguntarem: hoje vive-se melhor em Cabo Verde do que em 2001? Digo sim.

Sendo radical, Veiga terá de ter a coragem de arcar que não tem concorrência interna e que por isso terá de usar de algum maquiavelismo, para não dizer terrorismo, para afastar aqueles tipos que se julgam “o tal”.

Jornal "A NAÇÃO" 7 de Outubro de 2010, página 10
Big Drops.

JB disse...

Sobre esse último assunto, ler aqui algo muito próximo do que penso.

http://sondisantiagu.blogspot.com/2011/02/licoes-da-politica-cvdiana.html

Resumindo, tiro ao lado.

Anónimo disse...

Ha também video do Heavy a desmontar a mentira do PAICV.

Oh Luis Neves também disse que os anos 90 foram de oiro!

Ele é que é PM, logo tem de saber o que diz.

daivarela disse...

Mas também podes optar pelo voto em branco. Sabes o que é isso.

É quando sais de casa no domingo de eleição, desces como quem não quer a coisa até aquela escola onde sempre que passas por lá está com aquele cheirinho de camoca sebim, colocaste na (bicha) fila e esperas.

Depois de alguns minutos chega aquele indivíduo com um bafo de matar morto para fazer o clássico “boca de urna”, tentando mudar aquilo que seu líder não conseguiu durante os comícios e os porta-a-porta.

Depois que ele conseguiu mudar somente o teu humor, entras dirigindo-te para a urna sob olhares intimidantes dos cabos-de-campanha, pegas no boletim de voto e reparas que não queres ser representado por nenhum deles. Enrolas o papelinho e enfias no buraco (da urna de voto). Isso é que é o voto em branco.

http://daivarela.blogspot.com

Anónimo disse...

O Abrão assume o seu lado, o Paulino já assumiu o dele e bocas dizem que o João Branco no tempo de antena do PAICV de 6ª feira vai assumir o dele também.
SURPRESA????
Mandam bocas da cultura ter sido esquecida, de falta de políticas para a cultura por parte do Governo, do tão belo Mindelo ter sido esquecido durante esses 10 anos. Luta declarada para o Eden Park mas na hora do vamo ver tudo dá PAI. PORQUE SERÁ????
Depois falam de coerência.
Com todo o respeito

Anónimo disse...

Nem mais Suzano. É o retrato que temos da governação do país.
Impressiona-me como a política consegue tornar pessoas em animais irracionais, chegando ao ponto de pensar ser possível que um partido que pretenda recorrer actos ilícitos para ganhar as eleições o faça num carro com o simbolo do partido que pode ser reconhecido a milhas de ditância!

Anónimo disse...

Pois é, apesar dos números mostrarem que existe um enorme endividamento público e um número assustdor de desempregados nas camadas jovens, o Zemas continua a prometer estradas e barragens como se isso fosse a resolução para os problemas dos jovens cabo-verdianos que não têm condições para formar família e viver de forma digna, podendo educar os seus filhos dentro dos valores que qualquer sociedade democráica que se preze promove e defende.

Anónimo disse...

Oh João
todos temos dias maus...
Por favor reproduzir a PIOR parte de um texto como este ( de um mau gosto e tom) não esperava de ti.
A esse gajo o nosso desprezo... seria o melhor

Anónimo disse...

Joao, n da um salto na son de santiago! Mas sta desafinado! P*** Nhos assumi ma menino abraao bendi cabeça pa lacaios. E depos ta bem di cima ora kes ganha e ki graudos bem reclama si posiçon na lista. Cultura ta bem tem si interesseros e abraao espelhal dretu. N tem respeto pa nhos e ca nhos dexa kel brincadera de mau gosto de abraao li mancha nhos. Cesar, abo e otus ca ta fla nada. Auto-censura!? ou va nu mechi cu gajo pamo de dividendos futuros potenciais?
Favor!????
Tony-

Carlos Monteiro disse...

A verdade doi e muito. A escolha do João não poderia ser melhor...Parabéns ao autor do artigo: bastante pertinente e actual.